Diferenças entre edições de "Ácido pícrico"

10 bytes adicionados ,  11h43min de 9 de março de 2019
Sinais de pontuação e substituição de palavras mais técnicas, o conteúdo em sim não foi alterado.
m (Página marcada como sem fontes, usando FastButtons)
(Sinais de pontuação e substituição de palavras mais técnicas, o conteúdo em sim não foi alterado.)
}}
}}
O '''ácido pícrico''' é um [[composto]] altamente explosivo que antigamente foi utilizado na fabricação de [[armamento]]s, principalmente na produção de [[granada (arma)|granadas]], mas também, na produção de fármacos contra queimaduras. Esse [[ácido]] reage com a [[creatinina]] do sangue (a reação produz um tom amarelado). Com isso pode se medir a quantidade de creatinina no sangue.
 
Também conhecido como trinitrofenol, sólido de cor amarela, altamente tóxico e de forte acidez, é sensível ao choque, explode a 300 °C. Usos: na medicina; na indústria para tingimentos, baterias elétricas, ataque químico a amostras de metais para análise metalográfica.
 
Usos: na medicina; na indústria para tingimentos, baterias elétricas, ataque químico à amostras de metais para análise metalográfica.
 
Irritante para a pele, olhos e trato respiratório. A inalação pode causar danos aos pulmões. A exposição crônica pode causar danos hepáticos ou renais.
É um subproduto residual da fabricação do [[ácido adípico]] pela oxidação do [[ciclohexanol]] e [[ciclohexanona]] com [[ácido nítrico]].
 
Deve-se a [[Eugène Turpin]], químico francês, a descobertasíntese do ácido pícrico.
 
{{esboço-composto-orgânico}}
Utilizador anónimo