Diferenças entre edições de "Folheto embrionário"

210 bytes adicionados ,  19h21min de 1 de abril de 2019
sem resumo de edição
m (Revisão da descrição das imagens.)
 
{{Ver desambig|prefixo=Se procura|outros significados|Folículo}}
'''Folhetos embrionários''' (ou '''folhetos germinativos''') são camadas de células formadas durante o desenvolvimento embrionário de vertebrados e invertebrados. Essas camadas surgem, nos vertebrados, durante a [[gastrulação]], a partir de [[Célula-tronco|células tronco]] pluripotentes que vão se tornando progressivamente mais restritas até que seu desenvolvimento se torna determinado para a formação de uma das três camadas: ectoderme, mesoderme e endoderme.<ref>{{citar livro|título=CATALA, M. (2003). Embriologia – Desenvolvimento Humano Inicial. 1a ed. Rio de Janeiro. Editora Guanabara Koogan|ultimo=|primeiro=|editora=|ano=|local=|páginas=|acessodata=}}</ref>
 
Todos os [[Eumetazoa|Eumetazoas]] produzem folhetos embrionários, porém alguns grupos diferem no número desses folhetos. Animais '''diblásticos''' produzem apenas duas camadas germinativas, a '''ectoderme''' e a '''endoderme.''' Nesse grupo encontramos apenas os [[Porifera|Poríferos]] e [[Cnidaria|Cnidários]]. Já os animais '''triblásticos''' produzem os três folhetos embrionários: ectoderme, mesoderme e endoderme. Dentro dessa classificação estão presentes todos os demais grupos de animais pluricelulares.