Abrir menu principal

Alterações

m
sem resumo de edição
=== Pesquisa da Fissão e [[Projeto Manhattan]]===
[[Imagem:Little boy.jpg|left|miniatura|300px|Little Boy]]
Uma equipe liderada por [[Enrico Fermi]] bombardeou urânio com nêutrons, produzindo [[Partícula beta|partículas β]] e o elemento 93, o [[netúnio]] e através do decaimento beta, o elemento 94 chamado de [[plutônio]]. Os produtos da fissão do [[U-235]] foram confundidos com os novos elementos criados pelo [[U-238]].
 
As experiências que conduziram à descoberta da capacidade do urânio para a fissão (quebra instantânea) em elementos mais leves e liberação de energia de ligação foi realizada por [[Otto Hahn]] e [[Strassmann Fritz]] no laboratório de Hahn em Berlim. [[Lise Meitner]] e seu sobrinho, o físico [[Otto Robert Frisch]], publicaram a explicação física do processo em fevereiro de 1939 e nomearam o processo [[fissão nuclear]]. Logo depois, Fermi postulou que a fissão do urânio pode liberar nêutrons suficiente para sustentar uma reacção de fissão. A confirmação desta hipótese veio em 1939 e, posteriormente, o trabalho levou a concluir que, em média, cerca de 2,5 nêutrons são liberados por cada fissão de U-235, um raro isótopo de urânio, trabalham ainda que o mais comum isótopo do urânio-238 pode ser transmutado em [[plutônio]], que, como o urânio-235, também é fissionável por nêutrons térmicos. Essas descobertas levaram vários países para começar a trabalhar no desenvolvimento de armas nucleares e energia nuclear. Em [[1942]] outra equipe liderado por Enrico Fermi, conseguiu obter a primeira reação em cadeia artificial.
259

edições