Diferenças entre edições de "Folheto embrionário"

2 bytes removidos ,  12h37min de 8 de abril de 2019
sem resumo de edição
(Acrescentei informações)
== Formação dos Três Folhetos ==
 
Os folhetos germinativos são gerados durante uma fase do desenvolvimento embrionário denominada '''gastrulação.''' Para compreender esse processo, no entanto, é necessário revisar as etapas que o antecedem.[[Imagem:Blastocisto.jpg|thumb|300px|'''Formação do Blastocisto:''' Zigoto, estágio de 8 células, sofre divisão formando massa de 16 células, a Mórula. A mórula então sofre divisões originando um estágio de 32 células, o Blastocisto, onde se observa o trofoblasto rodeando a blastocele. ]]Inicialmente, o processo de fertilização leva à formação de um zigoto. Esse zigoto então passará pela [[Clivagem (embriologia)|clivagem]], uma série de divisões celulares mitóticas onde o volume de citoplasma diminui a cada divisão, resultando em células menores denominadas [[Blastómero|blastômeros]], que inicialmente se agrupam em uma massa celular que recebe o nome de [[mórula]]. Após uma reorganização dessas células, há a formação de uma cavidade preenchida por fluido, a blastocele, e neste estágio, o [[embrião]] passa a se chamar [[blástula]].<ref>WENG, W., STEMPLE, D. Nodal signaling and vertebrate germ layer formation. (2003). Birth Defects Research, 69(4), 325-332. <nowiki>https://doi.org/10.1002/bdrc.10027</nowiki></ref><ref name=":3" /><ref name=":1" />
Os folhetos germinativos são gerados durante uma fase do desenvolvimento embrionário denominada '''gastrulação.''' Para compreender esse processo, no entanto, é necessário revisar as etapas que o antecedem.
 
A blástula vai se vai se expandindo dentro da zona pelúcida até fazer contato com o útero. A primeira segregação de células dentro da massa celular interna após sua fixação no útero forma o [[hipoblasto]]. Essas células se separam para revestir a cavidade da blastocele. A massa celular remanescente, acima do [[hipoblasto]], é agora chamada de [[epiblasto]]. Essa separação entre hipoblasto e epiblasto faz com que o embrião adquira uma estrutura em '''disco bilaminar.'''<ref name=":1" />
Inicialmente, o processo de fertilização leva à formação de um zigoto. Esse zigoto então passará pela [[Clivagem (embriologia)|clivagem]], uma série de divisões celulares mitóticas onde o volume de citoplasma diminui a cada divisão, resultando em células menores denominadas [[Blastómero|blastômeros]], que inicialmente se agrupam em uma massa celular que recebe o nome de [[mórula]]. Após uma reorganização dessas células, há a formação de uma cavidade preenchida por fluido, a blastocele, e neste estágio, o [[embrião]] passa a se chamar [[blástula]].<ref>WENG, W., STEMPLE, D. Nodal signaling and vertebrate germ layer formation. (2003). Birth Defects Research, 69(4), 325-332. <nowiki>https://doi.org/10.1002/bdrc.10027</nowiki></ref><ref name=":3" /><ref name=":1" />
 
Nesse disco embrionário bilaminar, será formado um espessamento no epiblasto, que recebe o nome de '''linha primitiva.''' A formação da linha primitiva marca o início da gastrulação, processo que irá culminar com a origem dos três folhetos embrionários.<ref name=":4">JUNQUEIRA, L. C., CARNEIRO, J. (1998). Noções Básicas de Citologia, Histologia e Embriologia. 1a ed. São Paulo. Editora Nobel.</ref><ref name=":5">WOLPERT, L. (2011). Principles of Development. 4th Edition. United States. Oxford.</ref>
 
 
A blástula vai se vai se expandindo dentro da zona pelúcida até fazer contato com o útero. A primeira segregação de células dentro da massa celular interna após sua fixação no útero forma o [[hipoblasto]]. Essas células se separam para revestir a cavidade da blastocele. A massa celular remanescente, acima do [[hipoblasto]], é agora chamada de [[epiblasto]]. Essa separação entre hipoblasto e epiblasto faz com que o embrião adquira uma estrutura em '''disco bilaminar.'''<ref name=":1" />[[Imagem:Blastocisto.jpg|thumb|300px|'''Formação do Blastocisto:''' Zigoto, estágio de 8 células, sofre divisão formando massa de 16 células, a Mórula. A mórula então sofre divisões originando um estágio de 32 células, o Blastocisto, onde se observa o trofoblasto rodeando a blastocele. ]]Nesse disco embrionário bilaminar, será formado um espessamento no epiblasto, que recebe o nome de '''linha primitiva.''' A formação da linha primitiva marca o início da gastrulação, processo que irá culminar com a origem dos três folhetos embrionários.<ref name=":4">JUNQUEIRA, L. C., CARNEIRO, J. (1998). Noções Básicas de Citologia, Histologia e Embriologia. 1a ed. São Paulo. Editora Nobel.</ref><ref name=":5">WOLPERT, L. (2011). Principles of Development. 4th Edition. United States. Oxford.</ref>
 
A linha primitiva é resultado da proliferação e migração de células do epiblasto para o plano mediano do disco embrionário, e ela continua se alongando por meio da adição de células em sua '''extremidade caudal,''' ao passo que na '''extremidade cranial''' a proliferação celular dará origem ao '''nó primitivo'''. Em toda a extensão da linha primitiva será formado também um '''sulco primitivo,''' que termina em uma pequena depressão no nó primitivo, a '''fosseta primitiva.''' Dessa forma, o surgimento da linha primitiva define todos os principais eixos corporais: como ela se forma na linha  mediana  caudal  do  disco  embrionário,  é possível identificar o eixo craniocaudal (extremidades cranial e caudal), as superfícies dorsal e ventral, e os lados direito e esquerdo.<ref name=":8">KREZEL, L. S., SEPICH, D. (2012) Gastrulation: making and shaping germ layers. Annual Review of Cell and Developmental Biology, 28(1), 687-717. <nowiki>https://doi.org/10.1146/annurev-cellbio-092910-154043</nowiki></ref><ref>WENG, W., STEMPLE, D. Nodal signaling and vertebrate germ layer formation. (2003). Birth Defects Research, 69(4), 325-332. <nowiki>https://doi.org/10.1002/bdrc.10027</nowiki></ref>
Utilizador anónimo