Abrir menu principal

Alterações

 
=== 1986–1991: Primeira fase ===
No dia 28 de dezembro de 1986, os Trapalhões comemoraram 20 anos de carreira com um programa especial dedicado à Campanha do Menor Carente, que marcava o início de uma série de campanhas sociais que seriam exibidas pela TV Globo no decorrer do ano seguinte. Transmitido ao vivo do Teatro Fênix, no Rio de Janeiro, o programa '''''20 Anos Trapalhões – Criança Esperança''''' foi ao ar às 11 da manhã e se estendeu por nove horas. Em cada um dos seus 28 blocos, fazia-se um balanço das doações da campanha e eram exibidas vinhetas sobre os direitos das crianças, entrevistas com convidados e documentários sobre experiências de apoio e recuperação de menores de rua. A partir de então, a TV Globo passou a exibir anualmente o especial ''Criança Esperança''.
O programa ''20 Anos Trapalhões - Criança Esperança'', que marcou a estreia da campanha social na Globo, teve supervisão geral de Walter Lacet e direção de Vitor Paranhos. Foram nove horas de transmissão, direto do Teatro Fênix, no Rio de Janeiro. No dia 28 de dezembro de 1986, a partir das 11h da manhã, e ao longo de todo o dia, o quarteto de humoristas formado por [[Renato Aragão]], [[Dedé Santana]], [[Mussum]] e [[Zacarias (comediante)|Zacarias]] recebeu diversos convidados. Participaram artistas como [[Roberto Carlos]], [[Erasmo Carlos]], [[Chacrinha]], [[Chico Anysio]], [[Eva Wilma]], [[Jô Soares]], [[Milton Gonçalves]], [[César Filho]], [[Paulo Silvino]], [[Xuxa|Xuxa Meneghel]], Lucia Alves, [[Paulo Silvino]], [[Lúcio Mauro]], Antonio Carlos Pires, [[Paulo Gracindo]], [[Arlete Salles]], Zezé Macedo, [[José Mayer]], Luiz Delfino, Felipe Camargo, [[Brandão Filho]], [[Glória Pires|Gloria Pires]], Milton Carneiro, Flávio Galvão, [[Tião Macalé]], Felipe Carone, [[Dercy Gonçalves]], Célia Biar, [[Yoná Magalhães]], Cristina Mullins, [[Paulo Celestino]], Ítala Nandi, Paulo Celestino Filho, Jomba, [[Renata Sorrah]], Dary Reis, [[Reginaldo Faria]], Estelita Bell, [[Eliezer Motta]], Wilson Grey, Milton Moraes, [[Cláudio Correia e Castro|Claudio Corrêa e Castro]], Paulete, [[Paulo Goulart]], Carlo Briani e [[Ruth de Souza]], além de autoridades e especialistas nas questões relacionadas à criança. Atletas como [[Robson Caetano]], Eliane Pereira, João do Pulo e [[Conceição Geremias]] falaram sobre suas experiências e a importância do esporte no desenvolvimento da criança. Foram exibidos pequenos documentários sobre experiências de assistência ao menor em diferentes regiões do país, como o trabalho da Pastoral do Menor, na Praça da Sé, em São Paulo. Também foram ao ar vinhetas especiais criadas para apresentar os Direitos Universais das Crianças, aprovadas pela ONU em 1959.
 
Em 1987, umUm ano após ser lançada, a campanha  ''Criança Esperança'' voltou à programação da Globo. Entre os dias 4 e 12 de outubro, foram apresentadas, nos principais telejornais, reportagens sobre a situação do menor no Brasil. Durante a semana, chamadas nos intervalos comerciais, gravadas pelo elenco da emissora, e programas como  ''Xou da Xuxa''  e  ''Os Trapalhões''  relembraram os direitosDireitos das criançasCrianças e mobilizaram o público para fazer doações. Ainda naquele período, foram ao ar pequenos filmes sobre a importância do aleitamento materno, a vacinação e a prevenção e tratamento da desidratação – a principal causa de mortalidade infantil no país. A campanha teve coordenação de Luiz Lobo.<ref>http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/musicais-e-shows/crianca-esperanca/crianca-esperanca-1987.htm</ref>
Logo no início do programa, foi lida uma carta do então Presidente da República [[José Sarney]] sobre as preocupações de seu governo em relação às questões do menor no Brasil. Em seguida, [[César Filho]] apresentou um documentário sobre a história dos Trapalhões, destacando a trajetória de cada um deles. ''20 Anos Trapalhões - Criança Esperança'' contou ainda com edições especiais de ''[[Xou da Xuxa]]'', ''[[Viva o Gordo]]'', ''[[Chico Anysio Show]]'' e ''[[Vídeo Show]]'', que encerravam cada bloco do programa. Naquele dia, [[Chacrinha]] comandou o ''[[Cassino do Chacrinha]]'', ao vivo, direto do Ginásio Caio Martins, em Niterói. Também foram criados quadros como "O Que É, O Que É" – uma divertida disputa entre artistas.<ref>http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/musicais-e-shows/crianca-esperanca/crianca-esperanca-1986.htm</ref>
 
Em 1988, a campanha '' Criança Esperança''  ganhou uma programação especial na Globo, com supervisão e direção- geral de Walter Lacet, e cerca de dez horas de duração. Durante a manhã, nos intervalos do programa ''Xou da Xuxa'', [[ Claudia Raia]], [[César Filho]], [[ Lauro Corona]], [[Carla Camuratti]], [[ Miguel Falabella]], [[Cássia Kis Magro|Cassia Kis Magro]], [[ Tony Ramos]]  e [[Isabela Garcia]] se revezaram no palco do Teatro Fênix, no Rio de Janeiro, para divulgar o balanço das doações e incentivar a participação do público. À tarde, após o  ''Jornal Hoje'', o programa passou a ser transmitido ao vivo, com a participação de convidados especiais como o então Juiz de Menores do Rio Liborni Siqueira, os atletas [[Aurélio Miguel]] (judô), [[Zico]] (futebol), Izabel (vôlei) e Paulão (basquete) e os atores [[Jonas Torres]], [[ Ida Gomes]], [[João Kleber]] e [[Guilherme Fontes]].  Um dos destaques foi o "Circo“Circo dos Artistas"Artistas”, no qual artistas se revezaram em números de mágica, malabarismo e outras atrações circenses. Os ensaios e as gravações do quadro foram comandados pelo diretor Régis Cardoso e pelo palhaço Treme Treme e contou com a participação de [[Tássia Camargo]], [[Stênio Garcia]], [[Lúcia Alves]], [[Alcione Mazzeo]], Olney Cazarré, [[Chico Anysio]], Regina Chaves, [[Nizo Neto]], [[Françoise Forton]], Adriano Reys, [[Tony Ramos]], [[Carla Camurati|Carla Camuratti]], [[Thales Pan Chacon]], Natália do Vale, [[Stepan Nercessian]] e Denise Milfond. [[Kadu Moliterno]]  e [[André De Biase|André de Biase]]Biasi, que na época viviam os personagens Juba e Lula no seriado ''[[Armação Ilimitada]]'', apresentaram uma edição especial do  ''[[Globo de Ouro (programa de televisão)|Globo de Ouro]]'' que contou com a participação de [[Barão Vermelho]], [[Titãs (banda)|Titãs]], [[Paralamas do Sucesso]], [[Rosanah Fienngo|Rosanah]], [[Luiz Caldas]], entre outros''. ''Também foram ao ar naquele dia quadros dos programas ' ''TV Pirata''', ' ''Chico Anysio  Show'' e ' ''Video Show'''. O encerramento ficou por conta dos Trapalhões. Ainda foi exibido um documentário mostrando um dia na vida de um menor carente. A declaração universal dos direitos da criança foi lida pelos atores e convidados ao longo do programa, que contou também com a participação dos bonecos do grupo Cem Modos.<ref>http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/musicais-e-shows/crianca-esperanca/crianca-esperanca-1988.htm</ref>
Em 1987, um ano após ser lançada, a campanha ''Criança Esperança'' voltou à programação da Globo. Entre os dias 4 e 12 de outubro, foram apresentadas, nos principais telejornais, reportagens sobre a situação do menor no Brasil. Durante a semana, chamadas nos intervalos comerciais, gravadas pelo elenco da emissora, e programas como ''Xou da Xuxa'' e ''Os Trapalhões'' relembraram os direitos das crianças e mobilizaram o público para fazer doações. Ainda naquele período, foram ao ar pequenos filmes sobre a importância do aleitamento materno, a vacinação e a prevenção e tratamento da desidratação – a principal causa de mortalidade infantil no país. A campanha teve coordenação de Luiz Lobo.<ref>http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/musicais-e-shows/crianca-esperanca/crianca-esperanca-1987.htm</ref>
 
Em 1988, a campanha ''Criança Esperança'' ganhou uma programação especial na Globo, com supervisão e direção-geral de Walter Lacet, e cerca de dez horas de duração. Durante a manhã, nos intervalos do programa ''Xou da Xuxa'', [[Claudia Raia]], [[César Filho]], [[Lauro Corona]], [[Carla Camuratti]], [[Miguel Falabella]], [[Cássia Kis Magro|Cassia Kis Magro]], [[Tony Ramos]] e [[Isabela Garcia]] se revezaram no palco do Teatro Fênix, no Rio de Janeiro, para divulgar o balanço das doações e incentivar a participação do público. À tarde, após o ''Jornal Hoje'', o programa passou a ser transmitido ao vivo, com a participação de convidados especiais como o então Juiz de Menores do Rio Liborni Siqueira, os atletas [[Aurélio Miguel]] (judô), [[Zico]] (futebol), Izabel (vôlei) e Paulão (basquete) e os atores [[Jonas Torres]], [[Ida Gomes]], [[João Kleber]] e [[Guilherme Fontes]]. Um dos destaques foi o "Circo dos Artistas", no qual artistas se revezaram em números de mágica, malabarismo e outras atrações circenses. Os ensaios e as gravações do quadro foram comandados pelo diretor Régis Cardoso e pelo palhaço Treme Treme e contou com a participação de [[Tássia Camargo]], [[Stênio Garcia]], [[Lúcia Alves]], [[Alcione Mazzeo]], Olney Cazarré, [[Chico Anysio]], Regina Chaves, [[Nizo Neto]], [[Françoise Forton]], Adriano Reys, [[Tony Ramos]], [[Carla Camurati|Carla Camuratti]], [[Thales Pan Chacon]], Natália do Vale, [[Stepan Nercessian]] e Denise Milfond. [[Kadu Moliterno]] e [[André De Biase|André de Biase]], que na época viviam os personagens Juba e Lula no seriado ''[[Armação Ilimitada]]'', apresentaram uma edição especial do ''[[Globo de Ouro (programa de televisão)|Globo de Ouro]]'' que contou com a participação de [[Barão Vermelho]], [[Titãs (banda)|Titãs]], [[Paralamas do Sucesso]], [[Rosanah Fienngo|Rosanah]], [[Luiz Caldas]], entre outros''. ''Também foram ao ar naquele dia quadros dos programas '''TV Pirata''', '''Chico Anysio Show''' e '''Video Show'''. O encerramento ficou por conta dos Trapalhões. Ainda foi exibido um documentário mostrando um dia na vida de um menor carente. A declaração universal dos direitos da criança foi lida pelos atores e convidados ao longo do programa, que contou também com a participação dos bonecos do grupo Cem Modos.<ref>http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/musicais-e-shows/crianca-esperanca/crianca-esperanca-1988.htm</ref>
 
Em 1989, para marcar o quarto ano do Criança Esperança, a Globo levou ao ar, durante uma semana, uma programação especial. A abertura da campanha foi no ''[[Fantástico]]'' de 8 de outubro, com uma reportagem de [[Glória Maria]] em um projeto que atendia 600 crianças no interior de Minas Gerais. O ''[[Domingão do Faustão]]'' e ''[[Os Trapalhões]]'' daquele domingo divulgaram como as doações poderiam ser feitas. De 09 a 14 de outubro, o ''Xou da Xuxa'' apresentou pequenos documentários sobre ações básicas de saúde – amamentação, vacinação, diarréia e reidratação, crescimento infantil, tosses e resfriados e dentes –, produzidos com a assessoria da Associação Brasileira de Pediatria. Os telejornais e programas jornalísticos apresentaram reportagens sobre projetos que atendiam crianças e adolescentes. A coordenação geral da campanha era de Luiz Lobo.<ref>http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/musicais-e-shows/crianca-esperanca/crianca-esperanca-1989.htm</ref>
 
Participaram do espetáculo os atores [[Leonardo Vieira]], [[Patrícia França]], [[Tony Ramos]], [[Regina Duarte]], [[Adriana Esteves]], [[Marcos Palmeira]] e [[Marcos Frota]], e os músicos [[Daniela Mercury]], [[Maurício Mattar]], [[Alceu Valença]], [[Deborah Blando]], [[Chitãozinho & Xororó]], [[Leandro & Leonardo]], [[Zezé Di Camargo & Luciano]], [[Sandy e Junior]], Los Martinelli, [[Banda Mel]], [[Ricardo Chaves]], [[Banda Beijo]], Grupo Tanoar, [[Vinícius Cantuária]], [[Ritchie]], Mu, Dadi, Zolly e Billy, e [[Skank]]. [[Roberto Carlos]] foi o último a se apresentar, cantando "Amigo" e "Guerra dos Meninos". No encerramento, todos os convidados cantaram "Amigos do Peito", tema da campanha. No dia seguinte, ''Os Trapalhões'' ganhou uma edição especial em função do Criança Esperança. O último bloco foi apresentado, ao vivo, direto do teatro Fênix, no Rio de Janeiro. Além do elenco do humorístico, o programa contou com convidados especiais como a jornalista [[Fátima Bernardes]], as crianças da Mangueira do Amanhã, bateria mirim da escola de samba carioca, e a Orquestra Sinfônica de São Caetano (PE), sob a batuta do maestro Mozart Vieira. Também participaram as crianças da Fundação São Martinho e o grupo de Teatro do Vidigal.<ref>http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/musicais-e-shows/crianca-esperanca/1993.htm</ref>
 
A conquista do tetracampeonato mundial de futebol imprimiu um clima de comemoração ao show do ''Criança Esperança'' em 1994. Com direção-geral de Jorge Fernando, o espetáculo foi realizado no dia 30 de julho, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, e transmitido ao vivo. Naquele ano, o programa se inspirou nas convenções dos partidos norte-americanos para levantar os principais temas da campanha. Como candidatas à presidência pelo Partido da Criança Esperança (PCE), sete crianças, de diferentes estados do Brasil, apresentaram, durante o show, suas respectivas plataformas políticas. Todas, claro, relacionadas à questão do menor como mortalidade infantil, distribuição de renda, saneamento básico, desnutrição, anemia, trabalho na infância, violência, abuso sexual e educação. Bailarinos, atletas e grupos folclóricos participaram do show ao lado de músicos e atores do elenco da Globo. [[Renato Aragão|Didi]] e [[Dedé Santana|Dedé]], auxiliados pelas assistentes mirins [[Alessandra Aguiar]] e [[Carolina Pavanelli]], receberam no programa os baianos do [[Olodum]], a turma do [[TV Colosso]], os Meninos do Pelô, [[Leandro & Leonardo]], [[Lucinha Lins]], [[Gabriel o Pensador]], [[Patrícia Marx]], [[Sampa Crew]], [[Andréia Sorvetão]], [[Raça Negra]], [[Skank]], [[Zezé Di Camargo & Luciano]], [[Sandy & Junior]], [[Chitãozinho & Xororó]], [[Elymar Santos]] e [[Daniela Mercury]], o comediante [[Tom Cavalcante]], os atores [[Carolina Ferraz]], [[Stepan Nercessian]], [[Marcos Frota]], [[Edson Celulari]], [[Tony Ramos]] e [[Regina Duarte]], e os atletas [[Hortência Marcari|Hortência]], [[Magic Paula|Paula]], [[Gustavo Borges]] e Ana Mesquita. Um dos destaques da festa foi a apresentação de [[Roberto Carlos]], cantando "Verde e Amarelo" ao lado dos jogadores da Seleção Brasileira tetracampeã. O cantor voltaria ao palco para interpretar "Nossa Senhora" e homenagear Renato Aragão, que completava 30 anos de carreira. O especial fez ainda um tributo ao piloto [[Ayrton Senna]], morto em maio daquele ano durante o Grande Prêmio de San Marino, na Itália. Renato Aragão também homenageou o companheiro de cena [[Mussum]], que morreu um dia antes do show.
 
Os dez anos da campanha Criança Esperança foram o tema do show realizado no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, em 1995. O espetáculo, transmitido ao vivo, no dia 29 de julho, foi comandado por [[Renato Aragão]] e [[Dedé Santana]] e teve direção-geral de [[Jorge Fernando]] e direção artística de Aloysio Legey. Ao longo da noite, foram relembrados momentos marcantes da campanha e homenageadas pessoas que ajudaram e incentivaram o projeto desde seu lançamento em 1986. [[Roberto Carlos]], por exemplo, que naquele ano não pôde comparecer à festa, ganhou um clipe com imagens memoráveis de suas apresentações anteriores. Os humoristas [[Mussum]] e [[Zacarias (comediante)|Zacarias]] também mereceram uma retrospectiva emocionante. [[Fábio Jr]] abriu a série de atrações que marcaram o especial como Conexão Japeri, [[Só pra Contrariar]], [[Simone]], [[Zélia Duncan]], [[Latino (cantor)|Latino]], [[Sandy & Junior]], [[Chitãozinho & Xororó]], [[Skank]], [[Blitz (banda)|Blitz]], [[Cidade Negra]], [[Daniela Mercury]] e Irmãos Brothers. Os números musicais foram intercalados com esquetes bem-humorados protagonizados por Didi e Dedé e pela participação do elenco da Globo. [[Regina Duarte]] ressaltou as conquistas da campanha naquela década; [[Marcos Frota]] fez um alerta sobre a questão da violência; [[Cláudia Ohana]] falou de saúde, higiene e educação após cantar Vítima, de Rita Lee; e o comediante [[Tom Cavalcante]] imitou o cantor Fábio Jr . Os atores mirins [[Alessandra Aguiar]], [[Carolina Pavanelli]] e [[Samuel Costa]] também participaram do programa, que contou ainda com um número de mágica de [[Beto Carrero]].<ref>http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/musicais-e-shows/crianca-esperanca/crianca-esperanca-1995.htm</ref>
 
O universo infantil e o mundo da fantasia deram o tom do especial ''Criança Esperança'' em 1996. O show foi realizado no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, no dia 13 de julho, e transmitido ao vivo para todo o país. Os humoristas [[Renato Aragão]] e [[Dedé Santana]] foram os anfitriões da festa que homenageou a criança brasileira. O espetáculo, com direção-geral de Aloysio Legey, contou com a presença de [[Sandy & Junior]], [[Angélica (apresentadora)|Angélica]], [[Daniela Mercury]], [[Chitãozinho & Xororó]], [[Zezé Di Camargo & Luciano]], [[Leandro & Leonardo]], [[João Paulo & Daniel]], [[Zeca Pagodinho]], [[Raça Negra]], [[Gera Samba]], [[Skank]], [[Latino (cantor)|Latino]], [[Simone]] e [[Roupa Nova]]. Ao longo do espetáculo, atores do elenco da Globo – [[Tony Ramos]], [[Susana Vieira]], [[José Wilker]], [[Bruna Lombardi]], [[Carolina Ferraz]], [[Eva Wilma]], [[Humberto Martins]], [[Lúcia Veríssimo]] e [[Marcos Frota]] – deram seus depoimentos chamando a atenção para a questão do menor no Brasil e convidando o público a contribuir com a campanha. O ator [[Mário Gomes]] cantou uma música de Gonzaguinha. E [[Tereza Seiblitz]], que interpretou a cigana Dara em ''[[Explode Coração]]'', relembrou sua personagem na trama de Glória Perez, dançando um balé cigano. [[Tom Cavalcante]] e [[Marisa Orth]], que na época integravam o elenco de ''[[Sai de Baixo]]'', também participaram do programa. No final, [[Roberto Carlos]] cantou "Quando Eu Quero Falar com Deus", enquanto eram exibidas imagens de diferentes líderes religiosos. Os Trapalhões comemoraram 30 anos de sucessos, representados pelos humoristas [[Renato Aragão]], [[Dedé Santana]] e [[Roberto Guilherme]]. O espetáculo, com direção-geral de Aloysio Legey, contou com cerca de mil convidados, entre eles um coral formado por 150 crianças e dezenas de bailarinos.<ref>http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/musicais-e-shows/crianca-esperanca/crianca-esperanca-1996.htm</ref>
 
Em 1997, o Criança Esperança reuniu artistas e personalidades num grande show realizado no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, no dia 25 de julho. Comandado por [[Renato Aragão]] e com direção-geral de Aloysio Legey, o evento foi transmitido ao vivo para todo o Brasil. O cenário fazia alusão à floresta tropical, com elementos da fauna e da flora, sempre com um tom futurista. Também foi montado um gigantesco vídeo wall, através do qual o público pôde assistir às chamadas gravadas por artista como [[Malu Mader]], [[Tony Ramos]], [[Xuxa]], [[Chico César]], [[Andréia Faria]], [[Fernanda Montenegro]] e [[Elba Ramalho]]. Ecologia, prostituição infantil e exploração de menores foram alguns dos temas abordados pela campanha naquele ano. Com a ajuda de feitos especiais, Renato Aragão foi transportado do pico do Dedo de Deus, em Teresópolis (RJ), para o palco no Ibirapuera, onde recebeu os convidados daquela noite. Além das atrações musicais, artistas do elenco da Globo participaram da festa, entre eles [[Carolina Dieckmann]], [[Marcos Frota]], [[Alexandre Lemos]], [[Bruna Lombardi]], [[Susana Vieira]], [[Selton Mello]], [[Karla Muga]], [[Eva Wilma]], [[Luiza Tomé]] e [[Tom Cavalcante]]. As bandas [[Asa de Águia]] e [[Chiclete com Banana]] cantaram juntas, acompanhadas por 75 integrantes de grupos baianos tocando tambores. Na apresentação de [[Zezé Di Camargo e Luciano]], bailarinos encenaram o drama dos sem-terra. E [[Fafá de Belém]] subiu ao palco com 100 integrantes do Boi Garantido, grupo folclórico de Parintins (AM). Outras participações daquela noite foram: [[Barão Vermelho]], [[Fábio Jr]], [[Só Pra Contrariar]], [[Negritude Junior]], [[Grupo Molejo]], [[Netinho (cantor)|Netinho]], [[Cheiro de Amor]], [[Angélica (apresentadora)|Angélica]], [[Deborah Blando]], [[Elba Ramalho]], [[Maurício Mattar]], [[Sandy & Junior]], [[Chitãozinho & Xororó]], [[João Paulo & Daniel]], [[Roberto Carlos]], [[Leandro & Leonardo]] e [[Banda Eva]].<ref>http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/musicais-e-shows/crianca-esperanca/crianca-esperanca-1997.htm</ref>
 
Em 1998, a campanha ''Criança Esperança'' teve como tema a importância da educação na vida das crianças, as novas tecnologias que poderiam melhora sua qualidade de vida, a aids e a deficiência física na infância. O show, com direção-geral de Aloysio Legey, foi realizado no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, no dia 10 de outubro e transmitido ao vivo para todo o país. [[Renato Aragão]] comandou o espetáculo, que contou com números musicais e a participação de diferentes artistas brasileiros. Passaram pelo palco do Criança Esperança naquele ano: [[Fábio Jr]], [[Chitãozinho & Xororó]], [[Angélica (apresentadora)|Angélica]], [[Ed Motta]], [[Paulo Ricardo]], [[Zezé Di Camargo & Luciano]], [[Sandy & Junior]], [[Vinny]], [[Skank]], [[Katinguelê]], [[Titãs (banda)|Titãs]], [[Leonardo (cantor)|Leonardo]], [[Deborah Blando]], [[Fat Family]], [[Daniel (cantor)|Daniel]], [[Cidade Negra]], [[Exaltasamba]], [[Ricardo Chaves]], [[Karametade]] e [[Grupo Molejo]]. Também se apresentaram no especial o humorista [[Tom Cavalcante]], o grupo infantil [[Oxgênios]] e [[Beto Carrero]]. As atrações musicais foram intercaladas pelas participações dos atores da Globo – entre eles [[Tony Ramos]], [[Thierry Figueira]], [[Ângela Vieira]] e [[Carolina Ferraz]] – que falaram sobre os temas da campanha daquele ano.<ref>http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/musicais-e-shows/crianca-esperanca/crianca-esperanca-1998.htm</ref> Um dos destaques foi o retorno de [[Xuxa]] aos palcos, após sua licença-maternidade. Na parte final do show, a apresentadora, acompanhada pelas [[Paquitas]], cantou uma música composta especialmente para aquela noite. [[Roberto Carlos]] também participou do encerramento da festa.
 
A 14ª edição do Criança Esperança teve como tema a violência contra a criança em suas mais variadas formas: sexual, doméstica e abandono de crianças, dentre outras. O show, com direção-geral de Aloysio Legey, aconteceu no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, no dia 16 de outubro.Os 500 anos do Brasil são lembrados durante o evento, que tem participação da equipe brasileira de ginástica rítmica ganhadora da medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg, no Canadá. [[Renato Aragão]] comandou a festa, que contou com as presenças de diversos artistas como [[Xuxa]] e as [[Paquitas]], [[Ana Maria Braga]], [[Angélica (apresentadora)|Angélica]], [[Luciano Huck]], [[Serginho Groisman]], [[Beto Carrero]], [[Marcos Frota]], [[Carolina Dieckmann]], [[Eva Wilma]], [[Tom Cavalcante]], [[Rodrigo Faro]] e dos atores de [[A Turma do Didi]]. Os números musicais ficaram a cargo de [[Zezé Di Camargo & Luciano|Zezé di Camargo & Luciano]], [[Baby do Brasil]], [[Só pra Contrariar|Só Pra Contrariar]], [[Daniel (cantor)|Daniel]], [[Ivete Sangalo]], [[Raimundos]], [[Terra Samba]], [[É o Tchan!|É o Tchan]], [[Maurício Manieri|Mauricio Manieri]], [[Raça Negra]], [[Gabriel, o Pensador|Gabriel o Pensador]], [[Claudinho & Buchecha|Claudinho e Buchecha]], [[Reginaldo Rossi]], [[Beto Carrero]], [[Daniela Mercury]], [[Chitãozinho & Xororó]], [[Banda Beijo]], [[Pepê & Neném|Pepe e Neném]], Rosana, [[Paulo Ricardo]], [[Banda Eva]] e [[Padre Marcelo Rossi]].<ref>http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/musicais-e-shows/crianca-esperanca/crianca-esperanca-1999.htm</ref>
 
O show realizado no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, no dia 29 de julho, marcou a abertura da 15ª edição do Criança Esperança. Com direção-geral de Aloysio Legey, o programa destacou a importância do esporte como ferramenta para melhorar a qualidade de vida das crianças. Com duas horas e meia de duração divididas em sete blocos, o programa foi pontuado por imagens que marcaram a história do especial durante 15 anos. Como nos anos anteriores, [[Renato Aragão]] foi o anfitrião da festa, que contou com apresentações de Thaís Pina que abriu e encerrou o programa cantando, [[Fat Family]], [[Sandy & Júnior]], [[Claudinho e Buchecha]], [[Milton Nascimento]], [[Angélica (apresentadora)|Angélica]], [[Vinny]], [[P.O. Box]], [[Los Hermanos]], [[Zezé Di Camargo & Luciano]], [[Ivete Sangalo]], [[Leonardo (cantor)|Leonardo]], [[Daniel (cantor)|Daniel]], [[Skank]], [[Só Pra Contrariar]], entre outros.
 
As atrações musicais foram entremeadas pela participação de atletas e artistas da Globo, que subiram ao palco para falar da campanha e da importância das doações feitas pelo público. Um dos destaques do programa foi a homenagem ao tricampeão Ayrton Senna. No encerramento, crianças vestidas de branco se juntaram ao elenco do especial para fazer um apelo à paz. O sequestro do ônibus 174, que acontecera em junho daquele ano no Rio de Janeiro, também foi relembrado.<ref>http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/musicais-e-shows/crianca-esperanca/crianca-esperanca-2000.htm</ref>
 
Em 2001, a 16ª edição do show ''Criança Esperança'' foi realizado no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, no dia 11 de agosto, com direção-geral de Aloysio Legey. O programa teve 3 horas de duração, e foi transmitido ao vivo, após a novela [[Porto dos Milagres]]. Mais uma vez, a questão da violência contra a criança foi tema da campanha. O destaque, no entanto, foram as ações de combate à exploração do trabalho infantil e à negação de seus direitos básicos como educação, lazer, moradia, alimentação e saúde com 16 anos. [[Renato Aragão]] comandou o espetáculo que teve como atrações Thaís Pina, [[Angélica (apresentadora)|Angélica]], [[Ana Carolina (cantora)|Ana Carolina]], [[Ivete Sangalo]], [[Daniel (cantor)|Daniel]], [[Sandy & Junior]], [[Zezé Di Camargo & Luciano]], [[Xuxa]], [[Roupa Nova]], [[SNZ]], [[Wanessa Camargo]], [[Zeca Pagodinho]], [[Leonardo (cantor)|Leonardo]], [[P.O. Box]], [[Elba Ramalho]], [[Falamansa]], [[AfroReggae]], [[Joanna]], [[Belo (cantor)|Belo]] e [[Gabriel, o Pensador]], além do elenco de ''[[A Turma do Didi]]''. Naquele ano, pela primeira vez, [[Caetano Veloso]] e [[Rita Lee]] participaram do especial. Como acontecia todos os anos, nos intervalos dos números musicais, atores e apresentadores da Globo subiram ao palco para falar da campanha e pedir doações, entre eles [[Ana Maria Braga]], [[Luigi Baricelli]], [[Flávia Alessandra]], [[Deborah Secco]], [[Marcos Palmeira]], [[Carolina Dieckmann]], [[Marcos Frota]], [[Luiza Tomé]], [[Luiz Carlos Tourinho]], [[Louise Cardoso]], [[Paulo Silvino]], [[Flávio Silvino]] e [[Vera Fischer]]. O programa contou ainda com gravações externas e clipes musicais com os artistas.<ref>http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/musicais-e-shows/crianca-esperanca/crianca-esperanca-2001.htm</ref>
 
A campanha de 2002 abordou o tema “Abandono e Trabalho Infantil”. O show foi realizado no estádio Mineirinho, em Belo Horizonte (MG), no dia 3 de agosto, com direção de Aloysio Legey. Naquele ano, a TV Globo disponibilizou letreiros em ''closed caption'' para deficientes auditivos. Cerca de 1800 pessoas – entre cantores, atores, atletas, jornalistas, bailarinos e equipe de produção – participaram do espetáculo comandado, ao vivo, por [[Renato Aragão]]. O programa teve duas horas e meia de duração e contou com as apresentações de [[Ivete Sangalo]], [[Sandy & Junior]], [[Zeca Pagodinho]], [[Daniela Mercury]], [[Zezé Di Camargo & Luciano]], [[Buchecha]], [[Alexandre Pires]], [[Jorge Vercillo]], [[KLB]], [[Wanessa Camargo]], [[Pedro & Thiago]], [[RPM (banda)|RPM]], [[Fat Family]], [[Kelly Key]], [[Vanessa Jackson]], [[Jullie]], [[Leonardo (cantor)|Leonardo]], [[LS Jack]], [[B5]], e os participantes da 1ª temporada do [[Fama (reality show)|Fama]]. Ainda estiveram presentes no palco as apresentadoras [[Xuxa]] e [[Angélica (apresentadora)|Angélica]], os personagens do [[Sítio do Picapau Amarelo (2001)|Sítio do Picapau Amarelo]], [[A Turma do Didi]], [[Gente Inocente]] e [[Márcio Garcia]], os atores [[Carla Diaz]], [[Reynaldo Gianecchini]] e [[Débora Falabella]], e os repórteres [[Chico Pinheiro]], [[Carla Vilhena]], [[Glória Maria]], [[Sandra Annemberg]], [[Ana Paula Padrão]], [[Marcelo Canellas]], [[William Waack]] e [[Ernesto Paglia]]. Os jogadores da Seleção Brasileira de Futebol, recém-consagrados pentacampeões do mundo, também subiram ao palco para falar sobre solidariedade e união.<ref>http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/musicais-e-shows/crianca-esperanca/2002.htm</ref>
 
Em 2003, o espetáculo foi realizado no dia 09 de agosto, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, com direção de Aloysio Legey. Sob o comando de [[Renato Aragão]], mais de 30 artistas se apresentaram no palco, como [[Xuxa]], [[AfroReggae]], [[Sandy & Júnior]], [[Daniel (cantor)|Daniel]], [[Wanessa Camargo]], [[Ivete Sangalo]], [[Toquinho]], [[Fábio Jr]], [[Zezé Di Camargo & Luciano]], [[Leonardo (cantor)|Leonardo]], [[Zeca Pagodinho]], [[Detonautas]], [[KLB]], [[Jota Quest]], [[Kelly Key]], [[Daniela Mercury]], [[Bruno & Marrone]], [[Caetano Veloso]], [[Elza Soares]], [[MV Bill]] e [[Nega Gizza]]. Entre os artistas presentes estavam [[Carolina Dieckmann]], [[Marcos Frota]], [[José Mayer]], [[Bruna Marquezine]], [[Renata Dominguez]], [[Sérgio Hondjakoff]], [[Erik Marmo]] e [[Ângela Vieira]]. [[Luciano Huck]], [[Angélica (apresentadora)|Angélica]], [[Ana Maria Braga]] e o humorista [[Tom Cavalcante]], também participaram do programa, assim como o elenco do programa [[A Turma do Didi]]. O jornalismo da emissora foi representado por [[Ana Paula Padrão]], [[Glória Maria]], [[Sandra Annenberg]], [[Carla Vilhena]], [[Ernesto Paglia]], [[Pedro Bial]] e [[Chico Pinheiro]]. O espetáculo terminou com um tributo ao jornalista [[Roberto Marinho]], falecido no dia 6 de agosto daquele ano, por conta de seu incentivo a campanhas sociais e projetos em defesa da criança.<ref>http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/musicais-e-shows/crianca-esperanca/203.htm</ref>
 
=== 2004–2008: Terceira fase ===
1 724

edições