Diferenças entre edições de "Julieta de França"

4 bytes adicionados ,  02h57min de 11 de setembro de 2019
m (Bot: Substituição automática de afluentes - solicitado em Usuária:Aleth Bot/Substituição de afluentes)
 
==Vida pessoal==
Nascida em [[Belém (Pará)|Belém]], no [[Pará]], em 1870, mas daem data incerta,. Julieta era filha do maestro Joaquim Pinto de França e de Idalina Pinto de França<ref name=Scielo/>. Começou seus estudos em arte com o pintor e decorador italiano [[Domenico de Angelis]], mudando-se em 1897 para o [[Rio de Janeiro (estado)|Rio de Janeiro]], onde ingressou na [[Escola Nacional de Belas Artes]] (ENBA)<ref name=Brasileiros/><ref name=Scielo/>. Com a [[Proclamação da República do Brasil|proclamação da República]], mulheres tinham permissão para ingressar em cursos superiores de formação, ainda que isso não fosse bem visto pela sociedade<ref name=Brasileiros/>.
 
Na ENBA, Julieta se destacou pelo talento e empenho dos outros colegas e por ter sido a primeira mulher artista a cursar as aulas de modelo vivo, que para a moral da época era um ato escandaloso para o sexo feminino<ref name=Brasileiros/><ref name=Globo>{{Citar web |url=https://oglobo.globo.com/sociedade/ana-paula-cavalcanti-simioni-professora-as-mulheres-foram-classificadas-como-amadoras-19579738 |título=Ana Paula Cavalcanti Simioni, professora: 'As mulheres foram classificadas como amadoras' |publicado=O Globo |editor=Amanda Prado |acessadoem=16 de maio de 2017}}</ref>. Em 1900 lhe foi concedido o prêmio mais prestigiado da instituição, uma bolsa-viagem para o exterior ao aluno de melhor desempenho em escultura, importante marco de reconhecimento no âmbito acadêmico<ref name=Scielo/>. Ainda assim, a escultura era vista como uma área predominantemente masculina, por exigir força física e contato direto com os materiais, o que não condizia para os padrões até então tidos para o feminino<ref>{{Citar web |url=http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/dezembro2004/ju275pag12.html |título=Mulheres Invisíveis |publicado=Jornal da [[UNICAMP]] |editor=Luiz Sugimoto |acessadoem=16 de maio de 2017}}</ref>.
 
Em [[Paris]], Julieta se matriculou na renomada [[Academia Julian]], tendo tido aulas com [[Antoine Bourdelle]], um dos discípulos de [[Auguste Rodin]], com quem ela também teve aulas<ref name=Brasileiros/>. Nesta época, Julieta ganhou projeção em Paris por suas esculturas expostas em salões de artes, principalmente com o ''Busto de Mademoiselle Fortin'', sendo bastante recomendada por seus mestres<ref name=Scielo/><ref name=Globo/>. Suas cartas revelam, porém, dificuldades financeiras para se manter na cidade, devido aos exíguos valores de bolsas no exterior para jovens artistas<ref name=Scielo/>.
 
==Concurso e declínio==