Diferenças entre edições de "Powerwolf"

1 byte adicionado ,  16h40min de 28 de setembro de 2019
→‎Estilo: Correção de erro
(→‎Estilo: Correção de erro)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
Segue a linha de bandas sinfônicas, como Rhapsody of Fire, contudo mostrando mais peso.
O som tem influências claras de Heavy Metal e Viking Metal.
A gravação de Bible of the Beast contou com um órgão numa igreja para tornar o som mais envolvente, além de um coral de 25 vozes, além da voz lírica (masmais pesada) de Attila Dorn. A banda canta sobre satanismo e cristianismo, além de criticar o fanatismo religioso.
 
A banda fala sobre contos da Bíblia, principalmente criticam aqueles que usam o nome de divindades,demônios para justificar atos cruéis. No palco e em seus clipes, é possível perceber uma grande influência do goticismo. Os contos macabros e folclóricos da Alemanha e da Romênia se misturam com sua saga sobre lobos e guerras religiosas.
Utilizador anónimo