Diferenças entre edições de "Teodoro Fernandes Sampaio"

17 bytes adicionados ,  21h25min de 20 de outubro de 2019
m
Adicionado link.
m (Adicionado link.)
A convite de [[Orville Derby]], que conhecera numa expedição aos sertões sanfranciscanos, participa da [[Comissão Geográfica e Geológica de São Paulo|Comissão Geográfica e Geológica]] que realiza primeira medição de base [[geodésica]] do [[Brasil]] sendo esta executada no [[Estado de São Paulo]] ([[1890]]). Tendo este trabalho possibilitado a elaboração de diversas cartas topográficas elaboradas em escala 1:100.000, sendo este iniciado pela exploração dos rios Itapetininga e Paranapanema.<ref>{{Citar periódico|ultimo=Santos|primeiro=Ademir Pereira dos|ultimo2=Carlos|primeiro2=Rosa Matilde Pimpão|coautores=Sergio Nunes Pereira, Rita de Cássia Martins de Souza|data=2017-06-26|titulo=Teodoro Sampaio e a primeira base geodésica do Brasil|jornal=Terra Brasilis (Nova Série). Revista da Rede Brasileira de História da Geografia e Geografia Histórica|numero=8|issn=1519-1265|doi=10.4000/terrabrasilis.2230|url=https://terrabrasilis.revues.org/2230|idioma=pt}}</ref>
 
Antes havia realizado o trabalho de prolongamento da linha férrea de Salvador ao [[Rio São Francisco|São Francisco]] (1883). No ano seguinte é nomeado engenheiro chefe da Comissão de Desobstrução do Rio São Francisco, que deixa em virtude do convite de Derby para trabalhar em São Paulo. Ali, dentre outra realizações, participa em 1891 da [[Companhia Cantareira]] (engenheiro-chefe), é nomeado Diretor e Engenheiro Chefe do Saneamento do Estado de São Paulo (de 1899 a 1904). Participou da fundação da [[Escola Politécnica da Universidade de São Paulo|Escola Politécnica]], como parte da comissão do governo estadual composta por ele e [[Francisco Sales de Oliveira]] cujo resultado foi a lei de fundação da instituição, em 1893.<ref>{{Citar web |titulo=Acervo da Assembleia mantém documentos sobre a Escola Politécnica da USP |url=https://www.al.sp.gov.br/noticia/?id=338055 |lingua=pt-br |arquivourl=https://archive.today/20150811110540/http://www.al.sp.gov.br/noticia/?id=338055 |arquivodata=2015-08-11 |acessodata=2018-08-12 |urlmorta=no }}</ref>
 
=== Institutos ===
 
==Importância de Teodoro Sampaio==
Teodoro Sampaio, filho de uma escrava negra, foi um dos maiores pensadores brasileiros de seu tempo. Engenheiro por profissão, legou-nos uma bibliografia de vasta erudição geográfica e histórica sobre a contribuição das [[bandeira]]sBandeirantes|bandeiras paulistas]] na formação do território nacional, entre outros temas. É formidável sua sofisticação na percepção da importância dos saberes indígenas (caminhos, mas não só) na odisseia bandeirante. Igualmente digna de consideração foi sua contribuição ao estudo de vários [[lista de rios do Brasil|rios brasileiros]], de [[pintura rupestre|pinturas rupestres]] em sítios arqueológicos nacionais, do [[tupi]] na [[geografia]] brasileira e da geologia no País. Neste campo, a [[geologia]] brasileira, participou de momentos marcantes, como a expedição de Orville Derby ao vale do rio São Francisco e de comissões específicas. Além disso, foi grande amigo de [[Euclides da Cunha]], e auxiliou o escritor com conhecimentos sobre o sertão baiano na elaboração do livro ''[[Os Sertões]]''.
 
Seu nome figura na memória intelectual do País ao lado de [[Capistrano de Abreu]], [[Joaquim Nabuco]], [[Nina Rodrigues]] e outros do mesmo patamar. Em sua memória, foram batizados dois [[município]]s brasileiros (na [[Teodoro Sampaio (Bahia)|Bahia]] e em [[Teodoro Sampaio (São Paulo)|São Paulo]]) e também uma importante rua da cidade de [[Rua Teodoro Sampaio|São Paulo]].
217

edições