Sistema de posicionamento global: diferenças entre revisões

m
sem resumo de edição
m
m
Algumas vezes é dito incorretamente que a localização do usuário é a intercessão de três esferas. Esse seria o caso se o receptor tivesse um relógio sincronizado com os satélites, e medisse as distâncias reais a cada um, em vez da diferença de distâncias. Nesse caso haveria um complicador adicional: os intervalos de tempo não são os mesmos para um relógio em terra e um satélite em órbita pela [[teoria geral da relatividade]]. Esse desvio teria que ser levado em conta nos aparelhos.
 
Até meados de [[2000]] o departamento de defesa dos [[EUA]] impunha a chamada "disponibilidade seletiva" que consistia em um erro induzido ao sinal, impossibilitando que aparelhos de uso civil operassem com precisão inferior a 90 metros. Porém, o presidente [[Bill Clinton]] foi pressionado a assinar uma lei determinando o fim dessa interferência no sinal do sistema. Desse modo, entende-se que não há garantias que em tempo de guerra o serviço continue à disposição dos civis e com a atual precisão. No cenário militar, o '''GPS''' é também usado para o direcionamento de diversos tipos de armamentos de precisão, como as bombas [http://en.wikipedia.org/wiki/Jdam JDAM] (''Joint Direct Attack Munition'') e os famosos mísseis [[Tomahawk]]. Estas [[bombas]] "inteligentes" são guiadas a seus alvos por um sistema inercial em conjunto com um GPS; esse tipo de sistema de direcionamento pode ser usado em qualquer condição climática e garante um alto índice de acertos.
 
== Aplicações ==
[[Imagem:GPS satellite orbit.gif|thumb|esquerda|Comparação entre a duração da órbita de um satélite e o período de rotação da Terra.]]
 
Geralmente categorizados em termos de demandas de uso em Geodésicos, [[Topográficos]] e de [[Navegação]], a diferenciação entre as categorias de sistemas de posicionamento - que a princípio pode parecer meramente de preço de aquisição-, se deve à precisão alcançada, ou seja, a razão da igualdade entre o dado real do posicionamento e o oferecido pelo equipamento. Assim, sendo os mais acurados (com valores na casa dos [[milímetros]]) os receptores Geodésicos são capazes de captar as duas frequências emitidas pelos satélites (L1 e L2), possibilitando assim a eliminação dos efeitos da refracção ionosférica. Os topográficos, que tem características de trabalho semelhantes à categoria anterior, mas captam somente a portadora L1, também possuem alta precisão; geralmente, na casa dos [[centímetros]]. Ambas as categorias têm aplicações técnicas, e características próprias como o pós-processamento, o que significa que, normalmente, não informam o posicionamento instantaneamente (exceto os modelos [[RTK]], modo cinemático).
 
No caso da categoria de maior uso do [[GPS]] (a navegação), embora possua menor precisão de posicionamento, há várias vantagens em sua utilização; como o baixo preço de aquisição e suas aplicações como: ferramenta de equipamentos como computadores de mão, celulares, relógios, entre outros. Atualmente, com a convergência de dispositivos, existem muitas opções de Pocket PCs com GPS interno, que têm a vantagem de se poder escolher o [[software]] de localização que se pretende utilizar com eles.
== Atualizações ==
 
Em [[24 de março]] de [[2009]] foi lançado o primeiro satélite GPS equipado com uma amostra de ''[[hardware]]'' funcionando em frequência L5. Entre outras novidades, este satélite foi o primeiro a emitir o sinal GPS numa frequência de {{Fmtn|1176,45}} MHz (±1.2 GHz). E suas vantagens são:
 
* Melhoria da estrutura do sinal para maior desempenho;
* Transmissão com sinal superior ao dos satélites L1 e L2.
 
A data limite para que a [[Força aérea americana|Força Aérea Americana]] colocasse um satélite GPS de forma operacional em frequência L5 foi [[26 de agosto]] de [[2009]]. Caso ultrapassassem essa data, o governo dos Estados Unidos perderia o direito de utilizar essa frequência em seus projetos militares/civis. O L1C é um sinal de uso civil transmitido na mesma frequência L1 (1.575{{Fmtn|1575,42}} MHz), contém o sinal GPS L1C utilizado por todos os atuais usuários e está disponível com o primeiro bloco III desde [[2013]].
 
Hoje em dia, em dois países os aparelhos receptores de GPS são proibidos: a [[Coreia do Norte]] e a [[Síria]]. O [[Egito]] suspendeu a proibição em abril de 2009.{{Carece de fontes}}