Diferenças entre edições de "Vitrúvio"

...que era
(segundo por "seguido";)
(...que era)
A principal evidência dessa influência no período são as plantas de igrejas, traçadas seguindo muitos princípios descritos pelo autor. Embora nunca tenha descrito especificamente igrejas, os arquitetos medievais inspiraram-se nas anotações que deixou sobre [[templos]] e [[basílicas]].<ref>Pais, E. ''[https://translate.googleusercontent.com/translate_c?depth=1&hl=pt-BR&prev=search&rurl=translate.google.com.br&sl=en&u=https://archive.org/details/ricerchesullasto02paisuoft&usg=ALkJrhjDMpNAGGZeRitM-1mAb35BKRK6Rw Ricerche sulla storia e sul diritto publico di Roma]'' (Roma, 1916).</ref>
 
Não se pode omitir que, a falta de formação acadêmica dos arquitetos da época, que (era um ofício aprendido pela prática com mestres-de-obras experientes), foi decisiva para o alegado "esquecimento" da obra do autor. A par desse motivo, argumenta-se ainda que, com a eclosão do [[gótico]], o autor teria deixado de ser uma referência, uma vez que a sua obra não apresenta indicações ou referências ao emprego de [[abóbada]]s de cruzaria ou [[Arco (arquitectura)|arcos]] apontados, a característica mais marcante da [[arquitetura do gótico]].<ref>Vitruvius Pollio [https://translate.googleusercontent.com/translate_c?depth=1&hl=pt-BR&prev=search&rurl=translate.google.com.br&sl=en&u=http://www.encyclopedia.com/topic/Vitruvius.aspx&usg=ALkJrhhUPyji0YJa-yCfV6gZLhBqc26SJA http://www.encyclopedia.com/topic/Vitruvius.aspx]</ref>
 
No início da [[Idade Moderna]] [[Poggio Bracciolini]] (1380-1459) descobriu as obras completas de quinze diferentes autores clássicos greco-romanos, nomeadamente o tratado "''De Architectura''" de Vitrúvio, na biblioteca da [[Abadia de São Galo|abadia beneditina de Saint-Gall]]. Essa descoberta lançou as bases humanistas da [[Arquitetura do Renascimento]].<ref>Niccolò Marcello Venuti ''Descrição das primeiras descobertas da cidade antiga de Heraclea, encontrado perto de Portici A Country Palace Pertencentes ao Rei das Duas Sicílias,'' publicado por R. Baldwin, traduzido por Wickes Skurray, 1750. p62 [https://translate.googleusercontent.com/translate_c?depth=1&hl=pt-BR&prev=search&rurl=translate.google.com.br&sl=en&u=https://archive.org/stream/adescriptionfir00venugoog/adescriptionfir00venugoog_djvu.txt&usg=ALkJrhhmU2qRu58PlxGWC9qtNI5eoiM6DQ <nowiki>[2]</nowiki>]</ref>