Diferenças entre edições de "Cascais"

263 bytes removidos ,  18h25min de 14 de outubro de 2020
m
sem resumo de edição
(Desfeita a edição 59589409 de Alvalade XXI)
Etiqueta: Desfazer
m
}}
 
'''Cascais'''<ref>em grafia antiga, ''Cascaes''</ref> <small>[[Ordem Militar de Nosso Senhor Jesus Cristo|MHC]]</small> é uma [[Lista de vilas em Portugal|vila portuguesa]], sede do [[Lista de municípios de Portugal|município]] (concelho) homónimo, o qual é parte do [[Distrito de Lisboa|distrito]] e da [[Área Metropolitana de Lisboa|área metropolitana]] de [[Lisboa]]. Em 2016, totalizava {{fmtn|210889}} habitantes<ref name="censo2015" /> distribuídos por uma área de {{fmtn|97.40|km²}}.<ref>{{citar web|url=http://www.dgterritorio.pt/imagems/cadastro/caop/caop_download/caop_2013_0/areasfregmundistcaop2013_2|título=Áreas das freguesias, municípios e distritos/ilhas da CAOP 2013|acessadoem=28/11/2013|obra=Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2013|publicado=Direção-Geral do Território|autor=Instituto Geográfico Português|ano=2013|formato=XLS-ZIP}}</ref> O município subdivide-se em quatro [[freguesia]]s ([[Alcabideche]], [[Carcavelos e Parede]], [[Cascais e Estoril]] e [[São Domingos de Rana]]).<ref>[http://dre.pt/pdf1s/2013/01/01901/0000200147.pdf Lei n.º 11-A/2013, de 28 de Janeiro: Reorganização administrativa do território das freguesias]. Anexo I. ''Diário da República'', 1.ª Série, n.º 19, Suplemento, de 28 de Janeiro de 2013.</ref> Apesar do seu estatuto de vila, possui uma população que supera as das cidades do [[Seixal]], [[Alverca do Ribatejo|Alverca]], [[Póvoa de Santa Iria|Póvoa]], [[Loures]], [[Sacavém]], [[Vila Franca de Xira]] e [[Costa de Caparica|Costa da Caparica]], tendo sidosendo a quarta vila mais populosa da [[Área Metropolitana de Lisboa]].
 
A sua origem enquanto entidade independente data da ''Carta da Vila'', de [[7 de Junho]] de [[1364]], na qual o Rei [[Pedro I de Portugal|D. Pedro I de Portugal]] a separava do [[termo (geografia)|termo]] de [[Sintra]]<ref name=":2">{{citar livro|url=http://www.cm-cascais.pt/sites/default/files/anexos/gerais/cascais_650_anos_de_historia.pdf|título=Cascais: 650 anos de história|ultimo=Henriques|primeiro=João Miguel|editora=Câmara Municipal de Cascais|ano=2014|local=Cascais|isbn=978-972-637-258-5|acessodata=}}</ref> em virtude do seu desenvolvimento económico.<ref name=":3">{{citar livro|url=https://www.cascais.pt/sites/default/files/anexos/gerais/new/arquivo_livro_foral_ebook.pdf|título=500 anos do Foral Manuelino de Cascais|ultimo=|primeiro=|editora=Câmara Municipal de Cascais|ano=2014|series=Coleção Memórias Digitais de Cascais|local=Cascais|isbn=978-972-637-267-7|acessodata=}}</ref> Administrativamente, apenas se torna independente em 1514, data em que é provida de um [[foral]] próprio.<ref name=":3" /> Ocupado desde o Paleolítico, e com um importante património arqueológico, o concelho esteve desde cedo voltado para a produção agrícola, pesqueira e para a extração de recursos. Também a sua posição estratégica na Barra do Tejo contribuiu para a sua importância, dispondo hoje de um vasto património arquitetónico militar.
 
Pelos seus valores naturais e paisagísticos, tanto a vila como o concelho conheceram um surto de popularidade que a viram tornar-se no destino preferido das elites portuguesas e estrangeiras a partir do século XIX. A chegada e eletrificação do [[caminho de ferro]] foram transcendentais para o progresso do concelho, sendo o principal fator para a sua urbanização a partir de [[1930]]. Desde então, cresce até se afirmar como um dos principais subúrbios de [[Lisboa]] e um dos principais destinos turísticos do país<ref>[https://www.dn.pt/dinheiro/interior/taxa-turistica-de-um-euro-cobrada-em-cascais-a-partir-de-hoje-5640807.html Taxa turística de um euro cobrada em Cascais a partir de hoje] in Diário de Notícias, não1 sendode alheioFevereiro aosde 2017.</ref>, partilhando dos fenómenos de [[suburbanização]] e [[periurbanização]] que se foram dando na restante área metropolitana, sendo estes aindaevidentes notóriossobretudo no interior do concelho.
 
A vila de Cascais, à semelhança do que aconteceu nos últimos anos sobretudo com as cidades de [[Lisboa]], [[Porto]] e [[Fátima]], tornou-se num dos principais destinos do [[turismo em Portugal]], a ponto de ter sido começada a cobrança de uma pequena taxa turística nas dormidas locais.<ref>[https://www.dn.pt/dinheiro/interior/taxa-turistica-de-um-euro-cobrada-em-cascais-a-partir-de-hoje-5640807.html Taxa turística de um euro cobrada em Cascais a partir de hoje] in Diário de Notícias, 1 de Fevereiro de 2017.</ref>
 
<br />
 
== Geografia ==