Ordem coríntia: diferenças entre revisões

33 bytes adicionados ,  20 de dezembro de 2020
m
ajustes preds, espaços
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel Edição móvel avançada
m (ajustes preds, espaços)
== Descrição de Vitrúvio ==
[[Ficheiro:Corinthian Column of the Temple of Zeus in Athens 2.jpg|left|thumb|130px|Capitel coríntio]]
[[Vitrúvio]] descreve a ordem Coríntia como inventada por [[Calímaco (escultor)|Calímaco]], um arquiteto e escultor ateniense que se inspirou em um cesto de acantos.<ref name="vitruvio.arquitetura.4.1.10">[[Vitrúvio]], ''Da Arquitetura'', Livro IV, 1.10 [http://penelope.uchicago.edu/Thayer/E/Roman/Texts/Vitruvius/4*.html <nowiki>[em linha]</nowiki>]</ref> Nas palavras de Vitruvius, em seu Livro 4, Da Arquitetura:<ref name="vitruvio.arquitetura.4.1.10" />
 
Nas palavras de Vitruvius, em seu Livro 4, Da Arquitetura: ''{{Citar|texto=“Por seu turno, o terceiro, que é chamado coríntio, procura reproduzir a delicadeza virginal, pois as donzelas, em razão da tenra idade, formadas por membros mais graciosos, produzem com seus adereços efeitos mais agradáveis.<ref name="vitruvio.agricultura.4.1.8">[[Vitrúvio]], ''Da Arquitetura'', Livro IV, 1.8</ref> (...) Uma virgem de [[Corinto]], mal chegada à idade núbil, acometida por uma enfermidade, faleceu. Após seu sepultamento, sua ama reuniu e dispôs num cesto as poucas coisas às quais ela se afeiçoara enquanto vivera. Levou-as a seu túmulo e as colocou sobre ele, e, para que elas se conservassem dia após dia, teceu por cima delas um pequeno teto. O cesto havia sido colocado casualmente sobre raízes de acanto, e, nesse ínterim, premidas por seu peso, verteram na primavera, folhagens e hastes em profusão. As hastes do acanto, crescendo ao longo das bordas do cesto e empurradas pela beira do teto, em razão do seu empuxo, foram forçadas acurvar suas extremidades.<ref name="vitruvio.arquitetura.4.1.9">[[Vitrúvio]], ''Da Arquitetura'', Livro IV, 1.9</ref> Calímaco, então, que em virtude da elegância e da graça de sua arte de trabalhar o mármore foi denominado pelos atenienses o príncipe dos artífices, passando perto desse monumento, reparou no cesto e na delicadeza da folhagem que medrava ao redor, e, encantado com a novidade das formas produzidas, executou para os coríntios colunas segundo esse modelo e instituiu suas proporções, e atribuiu as relações da ordem coríntia a partir daquilo que está presente na perfeição de suas obras”.|autor=[[Vitrúvio]]<ref name="vitruvio.agricultura.4.1.8">[[Vitrúvio]], ''Da Arquitetura'', Livro IV, 1.8</ref><ref name="vitruvio.arquitetura.4.1.109">[[Vitrúvio]], ''Da Arquitetura'', Livro IV, 1.9</ref>}}
 
== Características ==
{{Templo grego}}
{{Ordem arquitectónica}}
 
 
{{esboço-arquitectura}}