Diferenças entre edições de "Sergio Dourado"

sem resumo de edição
Etiqueta: Inserção de predefinição obsoleta
'''Sergio Dourado Lopes''' ({{nascimento|||1930}} — {{morte||1|2018}}) foi<ref>{{Citar web|titulo=Missa de 7º Dia – Corretor de Imóveis Sérgio Dourado – Creci-RJ|url=https://creci-rj.gov.br/missa-de-7o-dia-corretor-de-imoveis-sergio-dourado/|acessodata=2019-08-14}}</ref> um empresário [[Rio de Janeiro (cidade)|carioca]] que durante muitos anos, através da empresa corretora de imóveis ''Sérgio Dourado Empreendimentos Imobiliários Ltda.'', dominou o mercado de imóveis no [[Rio de Janeiro (estado)|Rio de Janeiro]].
 
Notório nos [[década de 1970|anos 70]], foi citado por [[Tom Jobim]]: "A gente só vê Sergio Dourado / Onde antes se via o [[Cristo Redentor|Redentor]]" na música ''[[Carta do Tom]]'', em resposta à canção ''[[Carta ao Tom 74]]'', de [[Toquinho]] e [[Vinicius de Moraes]]. O empresário também é citado na música [[Nome aos Bois]], dos [[Titãs (banda)|Titãs]], pelas controvérsias relacionadas à [[especulação imobiliária]].<ref>{{citar web|url=http://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/televisao/em-1982-pressao-de-construtoras-impediu-reprise-de-novela-na-globo-4097|título=Em 1982, pressão de construtoras impediu reprise de novela na Globo|autor=CASTRO, Thell de|data=13 de julho de 2014|publicado=Notícias da TV|acessodata=1 de junho de 2015}}</ref><ref>{{citar web|url=http://correiodobrasil.com.br/destaque-do-dia/o-rio-e-a-violencia-urbana/762579/|título=O Rio e a violência urbana|autor=JAKOBSKIND, Mário Augusto|data=24 de maio de 2015|publicado=Correio do Brasil|acessodata=1 de junho de 2015}}</ref><ref>{{citar web|url=http://oglobo.globo.com/rio/perfil-moyses-abtibol-10797931|título=Perfil: Moysés Abitbol|autor=HELENA, Letícia|data=16 de novembro de 2013|publicado=O Globo|acessodata=1 de junho de 2015}}</ref>