Diferenças entre edições de "Bandeira da Nova Holanda"

m
sem resumo de edição
m
m
[[Imagem:Nederlandse schepen op de rede van Recife, Brazilië.jpg||miniatura|250px|Pintura ''Navios holandeses na enseada do Recife'', de [[Abraham Willaerts]], 1640, com os navios usando a bandeira da [[República das Sete Províncias Unidas dos Países Baixos]].]]
 
Durante o [[Império colonial neerlandês|domínio holandês]], entre 1630 e 1654, as [[Nova Holanda|capitanias conquistadas]] no Brasil utilizaram durante esses 24 anos a bandeira das [[Companhia Holandesa das Índias Ocidentais]] (em [[língua neerlandesa|neerlandês]]: ''Geoctrooieerde Westindische Compagnie'' - ''GWC''). Essa bandeira era composta pela bandeira da [[República das Sete Províncias Unidas dos Países Baixos]], listrada horintalmentehorizontalmente em vermelho (ou laranja), branco e azul, com a inclusão do monograma da companhia (GWC) ao centro.{{sfn|Ribeiro|1933|p=32|ps=&nbsp;"No Brasil Hollandez (1630-1654), as capitanias conquistadas arvoraram durante 24 annos a bandeira das Províncias Unidas da Hollanda, composta de tres faixas horizontaes, vermelha a de cima, branca a do meio e azul a terceira, tendo ao centro o monogramma da Companhia das Indias Occidentaes."}}{{sfn|Kalff|1889|p=232}}{{sfn|Aubin|1737|p=13}}<ref>{{citar q|Q106206589}}</ref>
 
A variação do laranja ou vermelho na bandeira se deve ao fato de que a marinha holandesa entre 1588 e 1630 sempre exibia a ''bandeira do príncipe'' (''Prinsenvlag''), listrada em laranja, branco e azul, e, depois de 1663, sempre a bandeira dos Estados Gerais (''Statenvlag''), listrada em vermelha, branca azul, com ambas as variantes da bandeira sendo utilizadas durante o período de 1630-1662.<ref>{{citar periódico|sobrenome=Waard|nome=C. de|título=De Nederlandsche vlag|url=https://books.google.com/books?id=Zz1HAAAAcAAJ&pg=RA18-PP81 |periodico=Het Vaderland|ano=1900}}</ref>
42 431

edições