Diferenças entre edições de "João Severiano da Fonseca"

sem resumo de edição
(Ancestrais do Barão de Alagoas)
{{Info/Político
|nome = João Severiano da Fonseca
|imagem =
 
|pais =
|pais-de =
|projecto =
}}
[[File:Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil de 1891.pdf|page=34|thumb|[[Constituição brasileira de 1891]], página da assinatura de João Severiano da Fonseca (oitava assinatura). Acervo [[Arquivo Nacional (Brasil)|Arquivo Nacional]]]]
 
'''João Severiano da Fonseca''' ([[Marechal Deodoro (Alagoas)|Cidade de Alagoas]], [[27 de maio]] de [[1836]] – [[Rio de Janeiro (cidade)|Cidade do Rio de Janeiro]], [[7 de novembro]] de [[1897]]) foi um [[militar]], [[médico]], [[professor]], [[escritor]], [[historiador]] e [[diplomata]] [[brasileiro]], tendo chegado à patente de [[general-de-brigada]].<ref>ABREU, Marcelo Echart de. O Serviço de Saúde do Exército Brasileiro. Revista de Medicina Militar 2001; 29:1284-1286</ref><ref>{{Citar web |url=http://www.exercito.gov.br/01inst/Historia/Patronos/severi.htm |título=Biografias dos Patronos do Exército Brasileiro |língua= |autor= |obra= |data= |acessodata=}}</ref> Participou da [[Guerra do Paraguai|Campanha da Tríplice Aliança]] e foi o sétimo Diretor de Saúde do [[Exército Brasileiro]]. É o patrono do [[Serviço de Saúde do Exército]].
[[Ficheiro:Brasão do Barão de Alagoas.png|alt=Brasão Barão de Alagoas|thumb|Brasão do barão de Alagoas, com coroa de Visconde e medalhado.]]
 
== Família ==
 
[[Imagem:Rosa da Fonseca e seus sete filhos (cortado).jpg|miniatura|300px|A família Fonseca retratada pela ''[[Revista Ilustrada]]'' em [[1865]]. No centro, a matriarca dona Rosa.]]
 
João Severiano da Fonseca nasceu a 27 de maio de 1836, na Cidade de Alagoas, hoje chamada Marechal Deodoro, filho do tenente-coronel Manuel Mendes da Fonseca e de Rosa Maria Paulina da Fonseca, esta, pertencia as duas famílias mais tradicionais das regiões de Pernambuco e Paraíba, uma vez que era filha de José de Carvalho Pedrosa e de Dona Antônia Maria de Barros a qual era por sua vez, filha de Maria Rita de Albuquerque Melo e de Sebastião Antônio do Rego Barros. O casal teve duas filhas e oito filhos, sendo que todos os homens seguiram a carreira militar.
 
 
== Carreira militar ==
 
[[Ficheiro:Brasão do Barão de Alagoas.png|alt=Brasão Barão de Alagoas|thumb|Brasão do barão de Alagoas, com coroa de Visconde e medalhado.]]
 
Em [[29 de janeiro]] de [[1862]], João Severiano ingressou no Corpo de Saúde do exército brasileiro, no posto de segundo-tenente, como [[cirurgião]]. Dois anos mais tarde, iniciou seus serviços na [[Guerra contra Aguirre|Campanha do Uruguai]], seguindo para a [[Guerra do Paraguai|Campanha da Tríplice Aliança]], na qual combateu até [[1870]]. Nesse período, foi repetidamente merecedor de elogios e condecorações pelo zelo, competência e senso humanitário que exercia suas funções, o que lhe valeu a promoção a capitão, a designação a servir no então Hospital Militar da Guarnição da Corte e a comenda de oficial da [[Imperial Ordem do Cruzeiro]], tornando-se o único oficial do Corpo de Saúde a receber tal condecoração.
 
 
== Reconhecimento ==
 
[[File:Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil de 1891.pdf|page=34|thumb|[[Constituição brasileira de 1891]], página da assinatura de João Severiano da Fonseca (oitava assinatura). Acervo [[Arquivo Nacional (Brasil)|Arquivo Nacional]].]]
 
Em 1880, tornou-se o primeiro militar a integrar a Academia Imperial de Medicina e, no mesmo ano, entrou para o [[Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro]].