Garrafa: diferenças entre revisões

6 693 bytes adicionados ,  21 de setembro de 2021
sem resumo de edição
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de Lacotico (Revertendo edição sem fontes))
Etiquetas: Reversão e Avisos Substituição Reversão manual
Etiquetas: Editor Visual Provável parcialidade Cópia de página MediaWiki
Não há completa certeza, mas parece vir do Árabe ''garaba'', “recipiente para transporte de líquidos”<ref>{{Citar web |url=https://origemdapalavra.com.br/palavras/garrafa/ |titulo=garrafa {{!}} Palavras {{!}} Origem Da Palavra |acessodata=2021-09-21 |website=origemdapalavra.com.br}}</ref>
 
= Garrafa térmica =
{{referências}}
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
O design típico de uma garrafa térmica, usada para manter a temperatura de fluidos como café.
Uma '''garrafa térmica''' é um recipiente [[Isolante térmico|isolado]] que aumenta muito o tempo pelo qual o seu conteúdo permanece mais quente ou mais frio do que o ambiente. Inventada por [[James Dewar|Sir James Dewar]] em 1892, a garrafa térmica consiste de dois frascos, colocados um dentro do outro e unidos no pescoço. O espaço entre os dois frascos é parcialmente evacuado do ar, criando um quase [[vácuo]], que reduz significativamente a [[transferência de calor]] por [[Condução térmica|condução]] ou [[convecção]].
 
Garrafas térmicas são usadas domesticamente para manter bebidas quentes ou frias por períodos longos de tempo e em muitos usos na indústria.
 
== Índice ==
 
* [[Garrafa térmica#Hist%C3%B3ria|1História]]
* [[Garrafa térmica#Projeto|2Projeto]]
* [[Garrafa térmica#Pesquisa%20e%20ind%C3%BAstria|3Pesquisa e indústria]]
* [[Garrafa térmica#Refer%C3%AAncias|4Referências]]
 
== História[editar | editar código-fonte] ==
Frasco de Dewar de laboratório, [[Deutsches Museum]], Munique
 
Diagrama de uma garrafa térmica
Vaso de dupla parede de Gustav Robert Paalen. Patente de 27 de junho de 1908, publicada em 13 de julho de 1909
O frasco de vácuo foi projetado e inventado pelo cientista escocês Sir James Dewar em 1892, como resultado de sua pesquisa no campo da [[criogenia]], e é às vezes chamado “frasco de Dewar” em sua homenagem. Enquanto desenvolvia experiências para determinar o [[calor específico]] do elemento [[paládio]], Dewar fez uma câmara de latão que ele colocou dentro de outra câmara, para manter o paládio na temperatura desejada. Ele evacuou o ar entre as duas câmaras, criando um vácuo parcial, para manter estável a temperatura do conteúdo. Pela necessidade deste frasco isolado, James Dewar criou a garrafa térmica, que se tornou uma ferramenta significativa para experiências químicas e também se tornou um item doméstico comum. O frasco foi posteriormente desenvolvido utilizando novos materiais, como [[vidro]] e [[alumínio]]. Dewar, entretanto, se recusou a patentear sua invenção.
 
Os fabricantes alemães de [[vidro soprado]] Reinhold Burger e Albert Aschenbrenner descobriram que o frasco poderia ser usado para manter frias as bebidas frias, e quentes as bebidas quentes, e desenvolveram um frasco mais robusto, que era próprio para o uso diário. O projeto do frasco de Dewar não tinha sido patenteado, mas os alemães que descobriram o uso comercial para o produto deram-lhe o nome de ''Thermos'' e requereram os direitos sobre a invenção e sobre a marca. Numa tentativa subsequente de reclamar os direitos sobre a invenção, Dewar perdeu a disputa judicial para a companhia. A fabricação e o desempenho da garrafa ''Thermos'' foram significativamente melhorados pelo inventor vienense Gustav Robert Paalen, que projetou vários tipos para uso doméstico, que ele patenteou e distribuiu amplamente.
 
== Projeto[editar | editar código-fonte] ==
A garrafa térmica consiste de dois frascos, um colocado dentro do outro, e unidos no pescoço. O espaço entre os dois é parcialmente evacuado de ar, criando um vácuo parcial, que reduz a condução e convecção térmicas. A transferência de calor por radiação pode ser minimizada espelhando-se as superfícies dos frascos voltadas para o espaço interno, mas isto pode se tornar problemático se o conteúdo do fraco ou o ambiente ficam muito quentes, por isso geralmente as garrafas térmicas suportam líquidos abaixo do ponto de ebulição da água.
 
A maior parte da transferência de calor ocorre através do pescoço e da abertura da garrafa, onde não há vácuo. As garrafas térmicas são geralmente feitas de metal, [[vidro borossilicato]], espumas sólidas ou plástico, e são fechadas com cortiça ou plástico polietileno. Frascos a vácuo também são utilizados como contentores isolados para transporte.
 
Frascos a vácuo extremamente grandes ou compridos muitas vezes não conseguem suportar totalmente o frasco interno somente pelo pescoço, por isso uma suportação adicional é realizada com espaçadores entre as superfícies interior e exterior. Esses espaçadores atuam como pontes térmicas e reduzem parcialmente as propriedades isolantes do frasco em torno da área onde o espaçador toca a superfície interna.
 
== Pesquisa e indústria[editar | editar código-fonte] ==
Em laboratórios e indústria, garrafas térmicas são frequentemente usadas para armazenar gases liquefeitos (frequentemente nitrogênio líquido) para congelamento rápido, preparação de amostras e outros processos em que se deseja a manutenção de temperaturas extremamente baixas. Garrafas térmicas maiores armazenam líquidos que se vaporizam a temperaturas bem abaixo da temperatura ambiente, como oxigênio e nitrogênio; neste caso, a passagem de calor para o interior extremamente frio da garrafa resulta numa lenta evaporação do líquido, de modo que se torna necessária uma estreita abertura não tamponada, ou uma abertura tamponada protegida por uma [[Válvula de segurança|válvula de alívio de pressão]], para evitar que a pressão aumente e acabe por quebrar a garrafa. O isolamento da garrafa térmica resulta em uma evaporação muito lenta, portanto o conteúdo permanece líquido por longos períodos sem equipamentos de refrigeração.
 
O princípio da garrafa térmica a torna ideal para o armazenamento de alguns tipos de combustíveis de foguetes, e a [[NASA]] o usou extensivamente nos tanques de propelentes dos foguetes Saturno nos anos 1960 e 1970.
 
O projeto e forma do frasco de Dewar foram usados como modelo para experimentos ópticos baseados na ideia de que a forma dos dois compartimentos com o espaço entre eles é similar ao modo como a luz atinge o olho. A garrafa térmica também foi parte de experiências que a usavam como o capacitor de produtos químicos diferentes, de modo a mantê-los a uma temperatura consistente.
 
O frasco de Dewar industrial é a base para um aparelho usado para isolar passivamente embarques médicos. A maioria das vacinas são sensíveis ao calor e requerem um sistema de [[cadeia de frio]] para mantê-las estáveis próximo das temperaturas de congelamento. O aparelho Arktek utiliza oito blocos de um litro para manter vacinas abaixo de 10 °C.<ref>{{Citar periódico |url=https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Garrafa_t%C3%A9rmica&oldid=61340435 |titulo=Garrafa térmica |data=2021-06-08 |acessodata=2021-09-21 |jornal=Wikipédia, a enciclopédia livre |lingua=pt}}</ref>{{referências}}
 
{{Esboço-objeto}}
9

edições