Diferenças entre edições de "Seki (Gifu)"

2 415 bytes removidos ,  00h12min de 4 de dezembro de 2007
[[tg:Секи]]
[[zh:关市]]
 
ESPADAS DE SEKI
A técnica de fabricação das espadas foi introduzida em Seki no Período Kamakura. De acordo com a Lenda, o espadeiro MOTOSHIGE veio à Seki em 1229 e aqui iniciou seus trabalhos sendo considerado o primeiro espadeiro da Cidade.
 
PROCESSO DE FABRICAÇÃO
1. O ferro em pó é misturado ao carvão feito de MATSU (pinheiro japonês) que vem especialmente da provincial de Akita e num grande tanque esquenta-se até derretê-lo. Este processo chama-se TATARA.
2. No processo TATARA o aço de boa qualidade, chamado de TAMA HAGANE é o material escolhido para fabricar a espada.
3. O TAMA HAGANE é novamente derretido e transformado em placas de 3 a 6 mm de expessura, depois quebrado para verificar-se o grau de dureza, o que é determinado pela quantidade de oxigênio acumulado. O que quebrar imediatamente é mais duro o que ficar pastoso é mais mole. Depois, junta-se o mesmo tipo de ferro e depois enrola com papel, molha e leva ao fogo moldando um quadrado.
5. TSUKURIKOMI - Para montar a lâmina, escolhe-se entre três maneira, juntando os dois tipos de ferro, o duro e o mole.
6. Modelagem – o ferro é esticado amassando- o com um martelo até o tamanho desejado.
7. Molde Final – processo onde define-se o corte e a parte do cabo da espada.
8.SHIAGE – usando lixas o ferro esticado é alisado.
9. DESENHO - Depois de esticada a lâmina, passa-se a argila misturada com cinzas do pinheiro para determinar o desenho final que ficará impresso na espada e que será a principal característica do espadeiro
10. YAKIIRE faz-se esquentando o ferro, a parte com argila, sofrerá menos a ação do fogo e a outra parte que é a do corte, sofrerá mais a ação do fogo, ficando mais dura. Depois é mergulhada em água fria (a pureza da água também é um fator importante e um dos motivos pelo qual a Cidade foi escolhida para esta atividade). Além disso, é neste processo que sofrendo a ação do fogo e da água, a espada curva-se naturalmente.
11. Depois de fabricada a espada passará nas mãos de outras pessoas para o processo de acabamento, como o cabo, a bainha e a afiação final.
Só é permitido fazer 24 espadas por ano. Em Seki atualmente há 22 espadeiros (TOSHOU), 1 pessoa responsável pelo cabo, trabalhado com cordões, 9 que fabricam a bainha, feita da madeira HOO NO KI, espécie de magnólia, leve e resistente à umidade, e 17 afiadores (TOGI SHI).
10

edições