Abrir menu principal

Alterações

762 bytes adicionados ,  23h19min de 19 de março de 2008
OK
| Comentários=O ciclone Jokwe sobre o Canal de Moçambique em 10 de Março de 2008
| Formação=[[4 de Março]] de [[2008]]
| Dissipação=Em[[15 atividadede Março]] de [[2008]]
| Vento=185 [[Quilômetro por hora|km/h]] (195 km/h <small>10 min</small>)
| Pressão=930 [[Pascal (unidade)|Pascal]] ([[Bar (unidade)|mbar]])
| Danos=Desconhecidos
| Fatalidades=No mínimo 1710
| Áreas=[[Madagáscar]] ([[Antsiranana (província)|Antsiranana]]) e [[Moçambique]] ([[Nampula (província)|Nampula]] e [[Zambézia]])
| Categoria=Categoria 3
}}
O '''ciclone Jokwe''' éfoi um intenso [[ciclone tropical]] que afetou o extremo norte de [[Madagáscar]] e a costa das províncias de [[Nampula (província)|Nampula]] e [[Zambézia]], em [[Moçambique]] em [[Março]] de [[2008]]. Jokwe formou-se de uma persistente área de [[convecção]] em [[4 de Março]] e seguiu para oeste-sudoeste. Após atingir a província de [[Antsiranana (província)|Antsiranana]], no extremo norte de [[Madagáscar]] no final da noite de [[5 de Março]], encontrou condições favoráveis no [[Canal de Moçambique]] e [[rápida intensificação|rapidamente]] intensificou-se antes de atingir a costa das províncias de [[Nampula (província)|Nampula]] e [[Zambézia]], em [[Moçambique]] antes de seguir para o sul.
 
Jokwe causou grandes danos, principalmente em Moçambique, levando a enchentes severas e danos causados pelo vento que chegou a 200 [[quilômetro por hora|km/h]]. Nas províncias de Nampula e Zambézia, os danos foram severos. Segundo o Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC), cerca de 50 mil pessoas ficaram desabrigadas. Mais de 9 mil casas foram totalmente destruídas e outras 3 mil foram parcialmente danificadas. Além do mais, a [[Ilha de Moçambique]] também foi severamente afetada. Toda a região ficou sem eletricidade e sem comunicação.
No entanto, os [[ventos de cisalhamento]] ocidentais começaram novamente abater o ciclone, que se enfraqueceu novamente uma tempestade tropical intensa. As áreas de convecção migraram para o semicírculo oriental do sistema, deixando o centro da circulação de Jokwe exposto. <ref>{{citar web | [[língua inglesa|inglês]] | titulo = Severe Tropical Storm Jokwe| url = ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Seychelles/2008031306-FMEE | acessodata = 13-03-2008|autor= [[Météo-France]]}}</ref> O sistema ficou quase estacionário em seu movimento, por estar numa área com correntes concorrentes de vento assim que continuou a se desorganizar. <ref>{{citar web | [[língua inglesa|inglês]] | titulo = Severe Tropical Storm Jokwe| url = ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Seychelles/2008031312-FMEE | acessodata = 14-03-2008|autor= [[Météo-France]]}}</ref> Os ventos de cisalhamento continuaram a abater o sistema e Jokwe enfraqueceu-se numa tempestade tropical moderada. <ref>{{citar web | [[língua inglesa|inglês]] | titulo = Moderate Tropical Storm Jokwe| url = ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Seychelles/2008031406-FMEE | acessodata = 14-03-2008|autor= [[Météo-France]]}}</ref> Durante o dia de [[14 de Março]], os ventos de cisalhamento se intensificaram, deixando a circulação ciclônica de baixos níveis totalmente exposta das áreas de [[convecção]] restantes. Com isso, Jokwe enfraqueceu-se numa depressão tropical. <ref>{{citar web | [[língua inglesa|inglês]] | titulo = Tropical Depression ex-Jokwe| url = ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Seychelles/2008031418-FMEE | acessodata = 14-03-2008|autor= [[Météo-France]]}}</ref> Ao mesmo tempo, o JTWC emitiu seu último aviso sobre o Ciclone Tropical 22S (Jokwe). <ref>{{citar web | [[língua inglesa|inglês]] | titulo = Final JTWC advisory on Jokwe| url = http://weather.unisys.com/hurricane/s_indian/2008/JOKWE/track.dat | acessodata = 14-03-2008|autor= Unisys Weather}}</ref> No começo da madrugada de [[15 de Março]], Jokwe enfraqueceu-se numa perturbação tropical e o CMRE de Reunião emitiu seu último aviso sobre o sistema. <ref>{{citar web | [[língua inglesa|inglês]] | titulo = Tropical Disturbance ex-Jokwe| url = ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Seychelles/2008031418-FMEE | acessodata = 14-03-2008|autor= [[Météo-France]]}}</ref>
 
==Preparativos e impactos==
MussaAssim Mustafáque Jokwe adentrou o [[Canal de Moçambique]], o diretor do Instituto Nacional de Meteorologia, dissede queMoçambique, oMussa cicloneMustafá, poderiadisse atingirque a costacidade portuária de [[Nacala]], na província de [[Nampula (província)Porto|NampulaNacala]] compoderia fortesser atingida por chuvas torrenciais e ventos de até 140 km/h. .<ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url = http://www.news24.com/News24/Africa/News/0,,2-11-1447_2283546,00.html | obra = News 24 | titulo = Cyclone Jokwe heads to Moz| acessodata = 14-03-2008}}</ref> Em [[7 de março]], o Centro Nacional de Operações de Emergência de Moçambique (CENOE) recomendou aos residentes nos distritos costeiros de Zambézia e Nampula a ficarem alertas. Naquele momento, os distritos de [[Moma (distrito)|Moma]], [[Mogincual (distrito)|Mogincual]], [[Mossuril (distrito)|Mossuril]], [[Angoche (distrito)|Angoche]] e [[Ilha de Moçambique]] já estavam sofrendo com chuvas moderadas a fortes causadas pelos primeiros sinais da chegada do ciclone. O CENOE disse aos residentes e as autoridades locais a terem as medidas de precaução necessárias e também para seguirem qualquer outro alarme emitido pelo CENOE. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://allafrica.com/stories/200803070881.html| obra = AllAfrica | titulo = Mozambique: Cyclone Alert On Northern Coast| acessodata = 15-03-2008}}</ref> Logo após, assim que a previsão da trajetória foi mudada para uma região mais ao sul, já não era esperado que o olho do ciclone atingisse diretamente o país africano. No entanto, o alerta continuava, pois mesmo sem atingir diretamente a costa moçambicana, Jokwe poderia causar fortes ventos e chuvas para a região. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://allafrica.com/stories/200803070889.html| obra = AllAfrica | titulo = Mozambique: Cyclone Heading Towards Nampula Coast| acessodata = 15-03-2008}}</ref> No entanto, segundo o diretor do Instituto Nacional de Meteorologia, não havia planos para a evacuação das áreas ameaçadas pelo ciclone. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://www.irinnews.org/Report.aspx?ReportId=77176| obra = IRIN | titulo = MOZAMBIQUE: La Nina triggers record number of cyclones| acessodata = 15-03-2008}}</ref>
Durante a noite de [[5 de Março]], o ciclone Jokwe atingiu o extremo norte da ilha de [[Madagascar]], na província de [[Antsiranana (província)|Antsiranana]], com ventos de até 115 [[quilômetro por hora|km/h]]. A ilha turística de [[Nosy Be]], a cerca de 480 km ao norte de [[Antananarivo]], capital de Madagascar, foi a mais afetada. Na ilha, cerca de 44 casas foram destruídas e deixou mais de 400 desabrigados. A capital da província, a cidade de Antsiranana, apesar de ser atingida pelo ciclone, saiu ilesa e não houve relatos de danos.<ref>{{citar web| língua = [[língua francesa|francês]]|url = http://planetevivante.wordpress.com/2008/03/07/cyclone-jokwe-2008-bilan-sur-madagascar/ | obra = Planete Vivante | titulo = Cyclone Jokwe 2008: bilan sur Madagascar | acessodata = 14-03-2008}}</ref>
 
Já após atingir as províncias de Nampula e Zambézia, o ciclone Jokwe, que tinha rumado para o sul e emergido novamente no Canal de Moçambique, começou a representar uma ameaça para a costa de [[Inhambane]], um alerta amarelo foi declarado para os distritos de [[Vilanculos]] e [[Govuro (distrito)|Govuro]], importantes regiões turísticas de [[Moçambique]]. . <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://www.reliefweb.int/rw/RWB.NSF/db900SID/SHES-7CNPK3?OpenDocument| obra = Relief Web | titulo = More than 10,000 houses destroyed by cyclone Jokwe| acessodata = 18-03-2008}}</ref>
Mussa Mustafá, diretor do Instituto Nacional de Meteorologia, disse que o ciclone poderia atingir a costa de [[Nacala]], na província de [[Nampula (província)|Nampula]] com fortes chuvas e ventos de até 140 km/h. .<ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url = http://www.news24.com/News24/Africa/News/0,,2-11-1447_2283546,00.html | obra = News 24 | titulo = Cyclone Jokwe heads to Moz| acessodata = 14-03-2008}}</ref>Em [[7 de março]], o Centro Nacional de Operações de Emergência de Moçambique (CENOE) recomendou aos residentes nos distritos costeiros de Zambézia e Nampula a ficarem alertas. Naquele momento, os distritos de [[Moma (distrito)|Moma]], [[Mogincual (distrito)|Mogincual]], [[Mossuril (distrito)|Mossuril]], [[Angoche (distrito)|Angoche]] e [[Ilha de Moçambique]] já estavam sofrendo com chuvas moderadas a fortes causadas pelos primeiros sinais da chegada do ciclone. O CENOE disse aos residentes e as autoridades locais a terem as medidas de precaução necessárias e também para seguirem qualquer outro alarme emitido pelo CENOE. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://allafrica.com/stories/200803070881.html| obra = AllAfrica | titulo = Mozambique: Cyclone Alert On Northern Coast| acessodata = 15-03-2008}}</ref> Logo após, assim que a previsão da trajetória foi mudada para uma região mais ao sul, já não era esperado que o olho do ciclone atingisse diretamente o país africano. No entanto, o alerta continuava, pois mesmo sem atingir diretamente a costa moçambicana, Jokwe poderia causar fortes ventos e chuvas para a região. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://allafrica.com/stories/200803070889.html| obra = AllAfrica | titulo = Mozambique: Cyclone Heading Towards Nampula Coast| acessodata = 15-03-2008}}</ref> No entanto, segundo o diretor do Instituto Nacional de Meteorologia, não havia planos para a evacuação das áreas ameaçadas pelo ciclone. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://www.irinnews.org/Report.aspx?ReportId=77176| obra = IRIN | titulo = MOZAMBIQUE: La Nina triggers record number of cyclones| acessodata = 15-03-2008}}</ref>
 
 
 
==Impactos==
Durante a noite de [[5 de Março]], o ciclone Jokwe atingiu o extremo norte da ilha de [[Madagascar]], na província de [[Antsiranana (província)|Antsiranana]], com ventos de até 115 [[quilômetro por hora|km/h]]. A ilha turística de [[Nosy Be]], a cerca de 480 km ao norte de [[Antananarivo]], capital de Madagascar, foi a mais afetada. Na ilha, cerca de 44 casas foram destruídas, eque deixou mais de 400 desabrigados. A capital da província, a cidade de Antsiranana, apesar de ser atingida pelo ciclone, saiu ilesa e não houve relatos de danos.<ref>{{citar web| língua = [[língua francesa|francês]]|url = http://planetevivante.wordpress.com/2008/03/07/cyclone-jokwe-2008-bilan-sur-madagascar/ | obra = Planete Vivante | titulo = Cyclone Jokwe 2008: bilan sur Madagascar | acessodata = 14-03-2008}}</ref>
 
[[imagem:Moçambique Nampula map.png|thumb|300px|right|[[Nampula (província)|Nampula]], juntamente com [[Zambézia]], foi duramente atingido pelo ciclone Jokwe]]
Por volta do meio-dia de [[8 de março]], o olho do ciclone Jokwe atingiu a costa de [[Moçambique]], entre o distrito de [[Angoche (distrito)|Angoche]] e a [[Ilha de Moçambique]], com ventos de até 200 km/h. O governo moçambicano declarou alerta vermelho para a província de [[Nampula (província)|Nampula]] e um alerta amarelo para outras províncias da região central. Segundo o Ministro da Administração Estatal, [[Lucas Chomera]], que também é vice-presidente do Conselho Coordenador de Gestão de Desastres, disse à rádio que o governo moçambicano tinha começado a avaliação dos danos provocados por Jokwe. Segundo ele, foram enviados equipes de socorro para ajudar as autoridades locais nos esforços de alívio. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://www.news24.com/News24/Africa/News/0,,2-11-1447_2284489,00.html| obra = News 24 | titulo = Cyclone hits Mozambique| acessodata = 15-03-2008}}</ref> Assim que o ciclone movia-se paralelamente à costa moçambicana, a CENOE avisou novamente aos residentes a ficarem em locais seguros e que não se aventurem ao ar livre, devido ao risco representado pelos ventos fortes. O CENOE também avisou aos donos de barcos de pesca para que ancorassem firmemente suas embarcações e para não irem, em nenhuma hipótese, para o mar. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://allafrica.com/stories/200803080036.html| obra = AllAfrica | titulo = Mozambique: Red alert declared for Nampula Coast| acessodata = 15-03-2008}}</ref>
 
O distrito da [[Ilha de Moçambique]], na costa setentrional de Nampula, ficou totalmente sem o fornecimento de eletricidade, devido aos ventos fortes e às chuvas torrenciais. Os ventos ciclônicos derrubaram postes e danificaram casas feitas de materiais frágeis. As duas escolas da ilha foram destelhadas e o comando policial local ficou sem comunicação, pois sua antena caiu com os ventos. O Instituto Nacional de Gerenciamento de Calamidades (INGC) enviou equipes de especialistas para assistir na avaliação, juntamente com as autoridades locais, na [[Ilha de Moçambique]]. O CENOE novamente recomendou às autoridades locais para que tomassem as medidas devidas. Também recomendou novamente que todas as embarcações deveriam ficar firmemente ancoradas e alertou aos residentes locais para não ficarem expostos em lugares abertos, sobretudo próximos a postes e árvores, devido aos ventos fortes. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://allafrica.com/stories/200803080040.html| obra = AllAfrica | titulo = Mozambique: Cyclone plunges island to darkness| acessodata = 15-03-2008}}</ref>
 
Em [[9 de Março]], foram divulgadas as primeiras informações sobre a avaliação dos danos. Um homem morreu quando sua casa desabou. As primeiras informações davam conta de que mais de 500 casas tinham sido destruídas. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://africa.reuters.com/wire/news/usnL09339266.html| obra = Reuters Africa| titulo = Cyclone Jokwe flays Mozambique, one killed| acessodata = 16-03-2008}}</ref> Em [[10 de Março]], novas informações foram liberadas. O número de mortos tinha subido para 8. Paulo Zucula, diretor do INGC, disse que Jokwe foi mais perigoso do que o [[Ciclone Favio]], que atingiu o país um ano antes. OSegundo número de casas destruídas tinha aumentado para 20.000 eele, com isso, dezenas de milhares de pessoas ficaramforam desabrigadasafetados. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://africa.reuters.com/wire/news/usnL1043484.html| obra = Reuters Africa| titulo = Eight killed as cyclone Jokwe lashes Mozambique| acessodata = 16-03-2008}}</ref> Três dos oito mortos morreram quando o muro numa [[mesquita]] desabou e outras quatro morreram quando uma árvore caiu. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://news.bbc.co.uk/2/hi/africa/7287093.stm| obra = [[BBC]] News| titulo = Deadly cyclone ravages Mozambique| acessodata = 16-03-2008}}</ref> Até aquele momento, estavam destruídas 3 mesquitas, 35 escolas e mais de 400 casas. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://www.pr-inside.com/five-killed-as-cyclone-jokwe-lashes-r477617.htm| obra = PR inside| titulo = Five killed as Cyclone Jokwe lashes nothern Mozambique| acessodata = 16-03-2008}}</ref> Cerca de 2.000 famílias tiveram que deixar suas casas. Segundo o INGC, milhares de residências foram destruídas, centenas de escolas e dezenas de hospitais foram destruídas. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://www.reliefweb.int/rw/RWB.NSF/db900SID/LSGZ-7CLHJV?OpenDocument| obra = Relief Web| titulo = Mozambican cyclone kills seven, displaces 2,000 families| acessodata = 16-03-2008}}</ref> Os desabrigados recorreram a abrigos públicos. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://www.allheadlinenews.com/articles/7010284979| obra = AHN| titulo = Cyclone whips through Mozambique killing 7| acessodata = 16-03-2008}}</ref>
 
Segundo Bonifácio António, diretor do INGC, 9.000 casas e 200 barcos foram destruídos. Pelopelo menos 80 escolas foram destelhadas. Exército moçambicano liberou estradas por retirar árvores caídas. Zambézia recebeu alguma chuva. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://www.irinnews.org/Report.aspx?ReportId=77202| obra = Irin News| titulo = MOZAMBIQUE: Six dead as category three cyclone hits nothern coast| acessodata = 16-03-2008}}</ref> AEm eletricidade[[Angoche também(distrito)|Angoche]], faltoutodo parao a provínciafornecimento de Angocheeletricidade foi interrompido. Um gerador foi instalado nano provínciadistrito. Cerca de 75% do sistema de eletricidade do distrito foi destruída. Em [[Mogincual (distrito)|Mogincual]], o ciclone afetou duas fábricas de processamento de caju. Em [[Mossuril (distrito)|Mossuril]], uma ponte foi levada pela água. A penitenciária local foi destelhada e 11 painéis solares que fornecia eletricidade para uma casa de saúde. Em Zambézia, nove casas foram destruídas e um dormitório escolar foi destelhado. O INGC enviou um helicóptero sobrevoar os distritos afetados pelo ciclone em Nampula, para que a avaliação fosse mais bem executada. Também foram enviados alimentos, tendas e utensílios culinários para as regiões afetadas. O governo também ativou a Unidade nacionalNacional de Proteção Civil para remover árvores caídas e postes de eletricidade, para ajudar as pessoas a reconstruírem suas casas. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://allafrica.com/stories/200803101507.html| obra = All Africa| titulo = MOZAMBIQUE: Jokwe death toll rises to six| acessodata = 17-03-2008}}</ref> 1.600 casas foram destruídas em Mogincual, 230 em Mossuril e 131 na Ilha de Moçambique. O alerta vermelho foi estendido para zambéziaZambézia, nos distritos de Pebane e Maganja da costaCosta, e para a capital da província, [[Quelimane]]. O ciclone gerou ondas de até sete mentrosmetros. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://allafrica.com/stories/200803101504.html| obra = All Africa| titulo = MOZAMBIQUE: At least for dead from cyclone Jokwe| acessodata = 17-03-2008}}</ref> Assim que Jokwe moveu-se mais ao sul, um alerta amarelo foi declarado para a província turística de [[Inhambane (província)|Inhambane]]. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://www.int.iol.co.za/index.php?set_id=1&click_id=68&art_id=nw20080311093615495C863248| obra = Independent Online| titulo = Cyclone heads for Mozambique tourist resorts| acessodata = 17-03-2008}}</ref> 9.162 casas foram destruídas e outras 2.620 foram parcialmente danificadas.O Fundofundo para crianças das nações unidas disse que enviou equipes para avaliar a situação das crianças na região afetada pelo ciclone. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://www.mg.co.za/articlepage.aspx?area=/breaking_news/breaking_news__africa/&articleid=334400| obra = Mail and Guardian online| titulo = Mozambique death toll rises to 16| acessodata = 17-03-2008}}</ref> 40No total, 55.000 desabrigados e 165.000 ****pessoas afetadas pelo ciclone. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://www.news24.com/News24/Africa/News/0,,2-11-1447_2286899,00.html| obra = News 24| titulo = Cyclone leaves 55.000 homeless acessodata = 18-03-2008}}</ref> Alerta de ciclone foi dado em [[Govuro (distrito)|Govuro]] e [[Vilanculos]], cidades turísticas. Mais de 13.000 casas foram destruídas, de acordo com Bonifácio António, diretor do INGC. Mesquitas sucumbiram com o vento forte. No total, 10 pessoas morreram como conseqüência da passagem de Jokwe<ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://allafrica.com/stories/200803130816.html| obra =All Africa | titulo = Mozambique: Jokwe still in channel | acessodata = 19-03-2008}}</ref>; um homem morreu quando sua casa desabou. Três pessoas morreram quando um muro de uma mesquita caiu sobre elas. Outras quatro morreram quando uma árvore caiu. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://news.bbc.co.uk/2/hi/africa/7287093.stm| obra = [[BBC]] News| titulo = Deadly cyclone ravages Mozambique| acessodata = 16-03-2008}}</ref>
 
 
==Após a tempestade==
O Instituto Nacional de Gerenciamento de calamidades de [[Moçambique]] disse que distribuiu tendas e alimentos para 25.000 pessoas afetadas por Jokwe. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://www.earthtimes.org/articles/show/191238,at-least-four-dead-in-mozambique-cyclone-red-alert-along.html| obra = The Earth times| titulo = At least four dead in Mozambique cyclone; red alert along coast| acessodata = 16-03-2008}}</ref> A [[cruz vermelha]] de Moçambique montou 145 tendas e 97 lonas. Além disso, a Cruz Vermelha distribuiu rede para mosquitos, cobertores, baldes plásticos e esteiras de dormir. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://appablog.wordpress.com/2008/03/11/mozambique-cyclone-%E2%80%9Cjokwe%E2%80%9D-has-already-destroyed-thousands-of-houses/| obra = African Press Organization| titulo = Mozambique: Cyclone “Jokwe” hás already destroyed thaousands of houses| acessodata = 16-03-2008}}</ref> O Fundo de Alimentos das [[Nações Unidas]] distribuiu alimentos para emergências para cerca de 60.000 pessoas afetadas. <ref>{{citar web| língua = [[língua inglesa|inglês|inglês]]|url =http://allafrica.com/stories/200803171829.html| obra =All Africa | titulo = Mozambique: WFP to feed Jokwe stricken | acessodata = 19-03-2008}}</ref>
 
=={{ver também}}==
{{portal-meteorologia}}
*[[Moçambique]]
*[[Madagascar]]
*[[Nampula (província)]]
*[[Inhambane (província)]]
{{-}}
 
{{ref-section}}
 
{{Botões temporada de ciclones no Oceano Índico sudoeste de 2007-08}}
 
[[Categoria:Ciclones|Jokwe]]
[[en:2007-08 South-West Indian Ocean cyclone season#Intense Tropical Cyclone Jokwe]]
29 190

edições