Estação Espacial Tiangong

Estação Espacial Tiangong
Chinese Tiangong Space Station.jpg

Renderização da aparência da Estação Espacial Tiangong após 03 de novembro 2022.

Estatísticas
Tripulação: 3-6[1]
Lançamento Módulo Tianhe
29 de abril de 2021, 03:25:15 UTC[2]
Data de ocupação
Shenzhou 14
05.06.2022,
09:42 UTC[3]
Período Orbital: 92,2 min[4]
Inclinação: 41,35º[5]
Apogeu/Perigeu 397,1-388,9 km[5]
Altitude 393 km[5]
Velocidade 7,68 km/s[5]
Órbitas por dia:
País  China
Massa : 100,000 kg
Pressão
Tempo em órbita 1 ano, 6 meses e 30 dias
28 de novembro de 2022
Tempo de ocupação
(Expedição 3)
5 meses e 23 dias
28 de novembro de 2022
Diagrama da estação

Chinese Space Station.png

A Estação Espacial Tiangong (chinês simplificado: 天宫, pinyin: Tiāngōnglit. ‘Palácio Celestial’),[6][7][8] (TSS) ou Grande estação modular chinesa é uma estação espacial em órbita terrestre baixa entre 340-450 km acima da superfície da Terra. A Estação Espacial Tiangong, uma vez completa, será cerca de um quinto da massa da Estação Espacial Internacional e aproximadamente a massa da estação espacial Mir. É esperado que a Tiangong tenha uma massa entre 80 e 100t. As operações serão controladas a partir do Centro de Controle de Missão de Pequim. O módulo central, Tianhe, foi lançado no dia 29 de abril de 2021.[6][8]

A construção da estação é a terceira fase do programa Tiangong. É construído em cima da experiência anterior, da Tiangong 1 e Tiangong 2.[2][9][10] Os líderes chineses esperam que a pesquisa realizada na estação aperfeiçoe a habilidade da realização de experimentos científicos no espaço, além da duração oferecida pelos laboratórios espaciais chineses.[11]

MódulosEditar

Quando completa, a estação será capaz de ter até 25 cabines laboratoriais.[12]

Módulo Data de lançamento Veículo de lançamento País Massa (kg) Visão isolada
Tianhe
(CCM)
29 de abril de 2021 Longa Marcha 5B China 22 600  
Módulo central representando o centro de comando, área dos taikonautas e tem 50m3.[13]
Wentian
(LCM)
24 de julho de 2022[14] Longa Marcha 5B China 20 000  
Primeiro módulo laboratorial da Tiangong. Possui a área de trabalho, uma cabine de despressurização e uma cabine de recursos.[15] Foca em pesquisas relacionadas com as ciências da vida.[12]
Mengtian
(LCM)
31 de outubro de 2022 Longa Marcha 7 China ~20 000  
Segundo módulo laboratorial da Tiangong. Possui uma cabine para tripulação, um módulo despressurizado para carga, uma cabine de recursos e uma cabine de carga.[15]

Focará em experimentos com micro-gravidade.[12] Também realizará experimentos com combustão, transferência de calor, física de fluidos, uma cabine de átomos ultra-fria, e um relógio hipersensível que ganha ou perde um segundo a cada 30 bilhões de anos.[16]

Atualmente ancoradoEditar

Key
  Naves não tripuladas estão em azul
  Naves tripuladas estão em verde claro
Missão Localização Chegada (UTC) Partida (planejada)
Shenzhou 14 Tianhe nadir 05 de junho de 2022 Dezembro de 2022
Tianzhou 5 Tianhe aft 12 de novembro de 2022 Maio de 2023

Referências

  1. «关于中国"天和"核心舱与天宫空间站 你需要知道这些». 30 de abril de 2021. 目前,“天和”核心舱的设计载员是三人,但“天宫”空间站最终建成后可容纳六名宇航员 
  2. a b Barbosa, Rui (1 de março de 2021). «China preparing to build Tiangong station in 2021, complete by 2022». NASASpaceFlight.com. Consultado em 2 de março de 2021 
  3. «Shenzhou-14 crewed mission arrives at Chinese space station». 5 de junho de 2022. Consultado em 5 de junho de 2022 
  4. «CSS (TIANHE-1)». Consultado em 10 de junho de 2021 
  5. a b c d «The orbital parameters of the core module assembly». 14 de outubro de 2021. Consultado em 17 de outubro de 2021 
  6. a b «China launches first Tiangong space station module». Consultado em 1 de maio de 2021 
  7. «China launches first section of its massive space station». China Daily. 29 de abril de 2021. Cópia arquivada em 29 de abril de 2021. China's most adventurous space endeavor, the multimodule space station, named Tiangong, or Heavenly Palace, will be mainly composed of three components 
  8. a b «China launches space station core module Tianhe». Xinhua. 29 de abril de 2021. The Tianhe module will act as the management and control hub of the space station Tiangong, meaning Heavenly Palace 
  9. «中国载人航天工程标识及空间站、货运飞船名称正式公布» [CMSE logo and space station and cargo ship name officially announced] (em chinês). China Manned Space Engineering. 31 de outubro de 2013. Consultado em 29 de junho de 2016. Arquivado do original em 4 de dezembro de 2013 
  10. Ping, Wu (Junho de 2016). «China Manned Space Programme: Its Achievements and Future Developments» (PDF). China Manned Space Agency. Consultado em 28 de junho de 2016 
  11. ChinaPower. «What's driving China's race to build a space station?». Center for Strategic and International Studies. Consultado em 5 de janeiro de 2017 
  12. a b c «Chinese astronauts blast off to space station as construction enters high gear». 5 de junho de 2022. Consultado em 5 de junho de 2022 
  13. «A Review of the Chinese Space Station». 12 de setembro de 2021. Consultado em 3 de maio de 2022 
  14. «China launches 2nd space station module to support science experiments». 24 de julho de 2022. Consultado em 24 de julho de 2022 
  15. a b «Completion of the Heavenly Palace: Tiangong in 2022». 4 de fevereiro de 2022. Consultado em 3 de maio de 2022 
  16. «China's space station prepares for new frontiers of science with launch of Mengtian module». 12 de outubro de 2022. Consultado em 12 de outubro de 2022 
  17. «China rolls out rocket for Tianzhou-2 space station supply mission». 17 de maio de 2021. Consultado em 13 de junho de 2021 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre exploração espacial é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.