Abrir menu principal

Eusebius Amort

teólogo católico alemão
Eusebius Amort
Eusebius Amort (óleo sobre tela da Galeria da Bayerischen Akademie der Wissenschaften)
Nascimento 15 de novembro de 1692
Bibermühle, perto de Tölz
Morte 5 de fevereiro de 1775 (82 anos)
Polling, Alta Baviera
Nacionalidade alemão
Ocupação teólogo

Eusebius Amort (Bibermühle, perto de Tölz, 15 de novembro de 1692 — Polling, Alta Baviera, 5 de fevereiro de 1775) foi um teólogo católico alemão.

VidaEditar

Amort estudou em Munique, e e quando jovem ingressou na Ordem dos Cônegos Regrantes de Santo Agostinho em Polling, onde, logo após sua ordenação em 1717, ensinou Teologia e Filosofia. Em 1733 foi para Roma como teólogo do cardeal Niccolò Maria Lercari (morto em 1757).

Retornou para Polling em 1735 e dedicou o resto de sua vida ao renascimento do ensino na Baviera. Morreu em Polling em 1775.

ObrasEditar

Amort, que tinha a reputação de ser o homem mais erudito de sua época, foi um escritor prolífico sobre todos os assuntos concebíveis, desde poesia até astronomia, de teologia dogmática até misticismo. Suas obras mais conhecidas são:

  • Um manual de teologia em 4 volumes, Theologia eclectica, moralis et scholastica (Augsburg, 1752; revisada pelo Papa Bento XIV para a edição de 1753 publicada em Bolonha)
  • Uma defesa da doutrina católica, intitulada Demonstratio critica religionis Catholicae (Augsburg, 1751)
  • Uma obra sobre indulgências, que tem sido muitas vezes criticada pelos escritores protestantes, De Origine, Progressu, Valore, et Fructu Indulgentiorum (Augsburg, 1735)
  • Um tratado sobre misticismo, De Revelationibus et Visionibus, etc. (2 volumes, 1744)
  • A obra de astronomia Nova philosophiae planetarum et artis criticae systemata (Nuremberg, 1723).

A lista de suas outras obras, incluindo suas três contribuições eruditas sobre a questão da autoria do Imitatio Christi, pode ser encontrada no artigo acadêmico de C. Toussaint no Dictionnaire de theologie (1900, cols 1115-1117) de Alfred Vacant.

Referências