Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Dezembro de 2010). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Exsicata de Picris hieracioides.

Exsicata é uma amostra de planta prensada e em seguida seca numa estufa (herborizada),[1][2] fixada em uma cartolina de tamanho padrão acompanhadas de uma etiqueta ou rótulo contendo informações sobre o vegetal e o local de coleta, para fins de estudo botânico. Exsicatas são normalmente guardadas num balão herbário.

Cuidados na preparação de uma exsicataEditar

Devem ser coletadas plantas que contenham estruturas reprodutivas como flores ou frutos, para facilitar a identificação, no caso de plantas de pequeno porte, devem ser retiradas inteiras, junto com a raiz. No caso de arbustos ou árvores, devem ser coletados ramos com cerca de 30 cm, onde estão as flores e frutos. A secagem do material deve ser feita à sombra, com o material prensado em jornal, e se a secagem for realizada a temperatura ambiente, o jornal deve ser trocado todos os dias, para evitar o crescimento de fungos. Devem ser anotados dados da coleta, como nome da planta, data da coleta, etc. Após a secagem, a planta deve ser fixada em papel ou cartolina, de preferência com linha e agulha. À direita da planta devem ser anexados os dados da planta, em uma etiqueta contendo nome cientifico, nome popular, local e data da coleta, nome do coletor e o nome do botânico que identificou.

Referências

  1. Exsiccatae of the Bryophytes of Taiwan, Shan-Hsiung Lin, The Bryologist, Vol. 84, No. 3 (Autumn, 1981), pp. 359-362
  2. Abraham Gagnebin de la Ferrière, Fragment pour servir à l'histoire scientifique du Jura bernois et neuchâtelois pendant le siècle dernier, Porrentruy, Victor Michel, 1851, p. 18
  Este artigo sobre Botânica é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.