Fast-food em Portugal

De acordo com especialistas, o fast-food nasceu no Reino Unido nos anos 1860, quando foi criado o prato "fish and chips", que consiste basicamente em peixe frito com batatas fritas, popularizando-se nos Estados Unidos na década de 1950. O fast-food em Portugal foi introduzido pelas famosas redes de Fast-Food McDonald's e Pizza Hut em 1990.[1]

Segundo um estudo da TGI da Marktest 2018, em torno de 4,473 milhões de portugueses (44%) afirmam que consumem refeições em restaurantes de fast food.[2]


Principais Redes de Fast-Food em PortugalEditar

 
Rede fast-food Portugália (rede portuguesa)

As primeiras redes de fast-food em Portugal foram o McDonald's no ano de 1990, juntamente com a Pizza Hut numa loja localizada na Avenida Fontes Pereira de Melo.[3]

A terceira rede de fast-food a operar em Portugal foi o KFC no ano de 1996. Esta rede abriu a sua primeira loja de comida no Centro Comercial do Colombo, Lisboa. [4]

 
Rede fast-food Sr. Frago da Guia

Seguiu-se o Burger King no ano de 2001 no Norteshopping pelo Grupo português Ibersol. [5]

No ano de 2004, abrem a Pans & Company, e Pasta Caffé em Portugal.[6]

A Starbucks abriu em setembro 2008, no centro comercial Alegro, em Alfragide e meses mais tarde abriu a segunda loja em Belém, e ambos tornaram-se grandes êxitos. Mais tarde, a empresa abriu a sua terceira loja na margem Sul do Tejo no centro comercial Almada Forum, a quarta no centro comercial Dolce Vita Tejo, perto de Odivelas, a sua quinta nos Armazéns do Chiado e sexta loja, e quinta loja amiga do ambiente de Starbucks no mundo, na Estação do Rossio. Existem ainda as lojas em Cascais, no Aeroporto de Lisboa, e no centro comercial El Corte Inglés de Lisboa. No total, existem 23 lojas em Portugal, espalhadas pelos distritos de Lisboa, Porto, Braga e Faro e pela região autónoma da Madeira. [7]

Já em 2010, surge a primeira rede de fast-food totalmente portuguesa, tendo o nome de A Padaria Portuguesa, sendo uma rede de padarias portuguesas já contando com 62 lojas por Portugal, e que serve comida portuguesa nomeadamente doçaria portuguesa, sopas portuguesas e pratos portugueses. Já conta com delivery.[8]

Em 2013, surge a segunda rede de fast-food portuguesa, chamada de Sr. Frango da Guia, que baseia-se na venda de frango e batatas fritas. Esta rede já tem presença em muitos locais de Portugal, contando também em Ponta Delgada, nos Açores.

Em 2014, a rede de cervejarias portuguesa Portugália, inaugura a sua rede de fast-food, entregando ao cliente comida portuguesa, nomeadamente bacalhau e bitoque. [9]

Recentemente, em 2019 abriram em 48 horas duas lojas de comida da rede de fast-food americana Taco Bell em Portugal. A primeira loja do Taco Bell em Portugal abriu em Matosinhos e a segunda abriu em Almada, sendo que uma loja abriu seguida da outra.[10]

História do fast-food em PortugalEditar

Continental e IlhasEditar

O fast-food em Portugal foi introduzido pela famosa rede de Fast-Food McDonald's em 1990, antes desta data não existia uma grande cultura de Fast-Food em Portugal, uma vez que apenas 16 anos antes, ou seja, no ano de 1974, Portugal encontrava-se numa ditadura, que condenava todas as ideias exteriores consideradas prejudiciais ao regime totalitário como foi o caso da Coca-Cola, proibida de ser comercializada em território português pelo seu nome indicar algo viciante como é o caso da cocaína. (Coca-Cola) [11]

Portugal ultramarinoEditar

O fast-food como já referido não era de todo comum, ou nem existia em Portugal Continental e ilhas, no entanto nos territórios ultramarinos portugueses, Angola, Moçambique, Macau, Timor-Leste, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Guinés (Bissau e Equatorial) e nos Estados das Índias, a realidade era bastante diferente havendo arranha-ceús, aeroportos de qualidade (TAP Airlines), centros comerciais de grande dimensão[12] e a Coca-Cola já era permitida nestes locais, que na altura constituíam parte de Portugal.[13] Estes territórios ultramarinos portugueses eram bastante denvolvidos, quanndo ainda faziam parte de Portugal, desde a década de 1935 a 1963, último ano do desenvolvimento destes territórios, pois a partir deste ano deu-se as guerras de independência dos mesmos, que infelizmente devastaram estes locais, essas guerras ficaram mais conhecidas por Guerra do Ultramar Português ou Guerra Colonial Portuguesa.

Contudo, durante os anos de desenvolvimento dos territórios ultramarinos portugueses, a vida era muito próspera e liberal em comparação com a vida de Portugal Continental e ilhas, o que permitia a essas pessoas desenvolverem negócios e viajarem pelos diversos países da África. Muitos dos portugueses que viviam nesses territórios ultramarinos, aquando das guerras independentistas, rumaram para os outros países da África, que não estavam em guerra, em busca de uma vida equivalente à que tinham antes nos territórios ultramarinos portugueses.

Um caso desses, foi Fernando Duarte[14] um imigrante português na África do Sul,[15] país onde os seus pais rumaram para "fugir" às guerras e à posterior miséria, que se fazia sentir em Portugal depois das guerras de independência. Fernando, criou em 1987 na África do Sul um restaurante tipo fast-food chamado de "Nando's", de comida portuguesa.[16]

ExpansãoEditar

  • O McDonald's, é uma cadeia de restaurantes que mudou a visão do Fast-Food em Portugal, quando começou no ano de 1990, com a inauguração da primeira loja McDonald's em Portugal, na data de 23 de maio de 1991, no CascaiShopping, Cascais. No ano seguinte, abriu em Setúbal o primeiro McDrive de Portugal.[17]
  • Depois, no ano de 1998, aquando da Exposição Internacional de Portugal (Expo98), o restaurante McDonald's aí presente foi o maior da Europa.
  • No ano de 2004, ano em que Portugal organizou o Europeu de Futebol de 2004 (Euro 2004), o McDonald's foi o patrocionador oficial da competição, entrando de vez no imaginário da população portuguesa como uma marca de confiança e de respeito.
  • Em 2005, a rede McDonald's Portugal, entrou para a história da marca, quando pela primeira vez no mundo um restaurante da McDonald's colocou no menu, uma gama de sopas chamada de "Sopissimas". Oferecendo inicialmente 3 variedades de sopas (Feijão Verde, Caldo de legumes e Canja), uma grande estratégia, uma vez que Portugal é um país muito ligado à gastronomia de qualidade, onde se insere uma enorme variedade de caldos e sopas trasicionais portuguesas. ~
  • Em 2006, a McDonald's Portugal, já contava com 120 restaurantes em Portugal Continental, abrindo pela primeira vez nas ilhas (Arquipélago dos Açores e Madeira).
  • Em 2009, a marca uniformiza de todos os uniformes de todas as redes McDonald's no mundo inteiro, uniformes esses desenhados e pensados por uma designer portuguesa, chamada Katty Xiomara.
  • Em 2012, perante a mudança da marca McDonald's de junk food (comida de lixo) para comida mais saudável, a empresa participa como método de marketing na Feira Nacional da Agricultura, em Santarém.
  • No ano de 2013, a marca participa e patrocina diversas iniciativas sociais, entre elas está o apoio com fundos ao Hospital de S. João, no Porto.
  • Por fim, a marca em Portugal nos anos de 2014 e 2015, para ajudar os produtores portugueses, firmou uma parceria com uma produtora de legumes e ketchup portuguesas, para desde então serem as principais fornecedoras de legumes e ketchup à rede McDonald's Portugal.

Referências

Ligações externasEditar

Ver tambémEditar