Febre de Lassa

A Febre de Lassa é uma febre de hemorrágica viral aguda descrita em 1969 na cidade de Lassa, Nigéria, situada no vale do rio Yedseram.

Lassa Fever
Lassa virus.JPG
Especialidade infectologia
Classificação e recursos externos
CID-10 A96.2
CID-9 078.8
DiseasesDB 7272
MeSH D007835
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

A Febre de Lassa é causada pelo vírus de Lassa, um membro da família Arenaviridae (Arena vírus); é um vírus de RNA.

A infecção em humanos acontece tipicamente pela exposição à excrementos animais, através do trato respiratório ou área gastrointestinal. Crê-se que a inalação de partículas minúsculas de material infectado (aerossol) seja o meio mais simples de contaminação. É possível adquirir a infecção pela pele com rachaduras (feridas, cortes) ou pelas membranas das mucosas que sejam expostas diretamente ao material infectado.

No sorogrupo Tacaribe do gênero Arenavirus dos Arenaviridae estão incluídos os vírus Lassa, Junin, Machupo, Guanarito e Sabiá, causadores de febres hemorrágicas, bem como outros, como o Tacaribe e o Amapari, que aparentemente não causam doença humana. O nome arenavírus deve-se à presença de conteúdo arenoso nas partículas virais em fotos de microscopia eletrônica.[1]

SintomasEditar

 Lassa virus
Classificação viral
Grupo: Grupo V ((-)ssRNA)
Família: Arenaviridae
Género: Arenavirus
Espécie: Lassa virus

Área Gastrointestinal:

Sistema cardiovascular:

Área respiratória:

Sistema nervoso:

ReferênciasEditar

  1. Figueiredo, Luiz Tadeu Moraes (abril de 2006). «Febres hemorrágicas por vírus no Brasil». Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. 39 (2): 203–210. ISSN 0037-8682. doi:10.1590/s0037-86822006000200014