Floresta Primária de Faia Uholka-Shyrokyi Luh

A area florestal protegida de Uholka-Shyrokyi Luh está localizada na região Transcarpatia da Ucrânia e pertence à Reserva Biosfera dos Cárpatos. É a maior floresta primária de faia (Fagus sylvatica L.) do mundo com uma area de 8800 ha[1]. Desde 1920 que algumas partes desta floresta são protegidas. Em 1992 a floresta primária de faia Uholka-Shyrokyi Luh foi designada como Património Mundial da Unesco. Mais tarde várias outras forestas primárias e anciãs de faias da Europa foram também incluidas (em 2007 e 2011) como Património Mundial da Unesco nas Florestas (Anciãs) e Primárias de Faia dos Carpátos e outras regiões da Europa[2].

Floresta Primária de Mala Uholka
Localização da reserva Uholka [48° 16′ N, 23° 40′ W] e Shyrokyj Luh [48° 20′ N, 23° 44′ W]

Como floresta primária de faia, Uholka-Shyrokyi Luh, é uma importante zona de estudo e investigação[3]. Em 2001 foram estabelecidos 10ha (200 x 500m) de área de estudo em Mala Uholka como parte de um projecto Suiço-Ucraniano de investigação e em 2010 foi desenvolvido um inventário estatistico da floresta primária[4]. O próximo inventário está previsto para 2019 e tem como intuito detectar possiveis alterações.

Resultados do inventário florestal de 2010Editar

O inventário florestal teve lugar numa area florestal de 10 300 ha, dos quais 8800 ha são floresta primária e o resto floresta natural. Durante o trabalho de campo, foram inventariadas 314 parcelas amostrais cada uma com uma área de 500m2. Em cada parcela amostral foram medidas todas as árvores com um diâmetro à altura do peito (DAP) de 6 cm ou mais. 97% das 6779 arvores medidas eram faia-europeia (Fagus sylvatica L.), tendo as arvores de faia mais antigas medidas quase 500 anos. A maior árvore medida foi um Olmeiro (Ulmus glabra Huds.) com um DAP de 150 cm, enquanto a maior faia mediu 140 cm (DAP). Foram registadas 10 faias por hectare com um DAP de pelo menos 80 cm. O número de árvores vivas foi de 435 árvores por hectare com uma área basal de 36.6m2/ha e um volume de 582 m3/ha. Em contrapartida o volume de árvores mortas (caídas e em pé) registado foi de 163m3/ha. A estrutura vertical desta floresta consistia maioritariamente de três estratos. A maior parte das clareiras eram menores que a copa de uma árvore[4].

Floresta primária de faia Shyrokyi Luh 
Árvores derrubadas pelo vento em Shyrokyi Luh 
Regeneração da floresta em Shyrokyi Luh 
Madeira morta em Shyrokyi Luh 
Parcela amostral em Mala Uholka 
Parcela amostral em Mala Uholka 
Floresta primária de Mala Uholka 
Regeneração florestal a seguir a derrubadas pelo vento 

EcoturismoEditar

Foram criados dois percursos pedestres para os visitantes da floresta primária de faia Uholka-Shyroky Luh[1]:

  1. Através da floresta primária de faia Mala Uholka (Percurso de Mala Uholka): Este percurso de 5km guia os visitantes até Druzhba (em português “Amizadde”), a mais longa gruta cárstica dos Cárpatos Ucranianos e até Karstovyi Mist (em português “Carste ou Ponte de pedra”), uma formação calcária em forma de arco.
  2. Através da floresta primária de faia Velyka Uholka (Percurso Velyka Uholka): Este percurso de 4,5 km guia os visitantes até Molochnyi Kamin (em português “Pedra de leite”), uma gruta cárstica onde os humanos do paleolítico pertencentes à cultura da caça ao urso costumavam viver.

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. a b Brändli, Urs-Beat; Dovhanych, Yaroslav; Commarmot, Brigitte (2008). Virgin Forest of Uholka. Nature Guide to the Largest Virgin Beech Forest of Europe. A UNESCO World Heritage Site. [S.l.]: Swiss Federal Research Institute WSL, Birmensdorf / Carpathian Biosphere Reserve CBR, Rakhiv 
  2. Centre, UNESCO World Heritage. «Ancient and Primeval Beech Forests of the Carpathians and Other Regions of Europe». whc.unesco.org (em inglês). Consultado em 7 de março de 2018 
  3. «Primeval forest structures and biodiversity: A Swiss-Ukrainian research cooperation». www.wsl.ch (em inglês). Consultado em 7 de março de 2018 
  4. a b Commarmot, Brigitte; Brändli, Urs-Beat; Hamor, Fedir; Lavnyy, Vasyl (2013). Inventory of the Largest Primeval Beech Forest in Europe. A Swiss-Ukrainian Scientific Adventure. Birmensdorf, Swiss Federal Research Institute WSL / L’viv, Ukrainian National Forestry University / Rakhiv, Carpathian Biosphere Reserve: [s.n.]