Abrir menu principal
Feitos dos Danos do historiador dinamarquês Saxão Gramático, do século XII
Pedra de Ängby, na Suécia
Moeda de prata cunhada em Sigtuna no reinado de Olavo, o Tesoureiro

São escassos os documentos escritos contemporâneos sobre a história antiga dos países nórdicos. As poucas fontes existentes são frequentemente estrangeiras, tardias, e eivadas de incertezas e contradições.[1][2][3][4]

A arqueologia e a linguística nórdicas dão um contributo importante para aumentar o nosso saber histórico, com destaque para as pedras rúnicas (com as suas inscrições e gravuras), moedas e objetos achados, assim como vestígios e ruinas encontrados. [5]

Pré-história
Período das Migrações - Era de Vendel - Era Viquingue

No campo da fantasia e mitografia, têm um destaque especial:

Referências

  1. GAHRN, Lars (1988). Sveariket: i källor och historieskrivning (em sueco). Gotemburgo: Kompendietryckeriet, Kållered. 358 páginas. ISBN 91-7900-550-0 
  2. Lagerqvist, Lars O (1997). Sveriges Regenter. Från forntid till nutid (em sueco). Estocolmo: Norstedts. 440 páginas. ISBN 91-1-963882-5 
  3. Ayoub, Munir Lutfe (2013). Gođkynningr: o rei escandinavo como ponte entre deuses e homens (Dissertação de Mestrado). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. p. 42-43 
  4. Johnni Langer (2013). «Morte, Sacrifício Humano e Renascimento: Uma interpretação Iconográfica da Runestone Viking de Hammar». Revista Mirabilia. p. 95. ISSN 1676-5818. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  5. Lagerqvist, Lars O (1997). Sveriges Regenter. Från forntid till nutid (em sueco). Estocolmo: Norstedts. 440 páginas. ISBN 91-1-963882-5 

FontesEditar

  • GAHRN, Lars (1988). Sveariket: i källor och historieskrivning (em sueco). Gotemburgo: Kompendietryckeriet, Kållered. 358 páginas. ISBN 91-7900-550-0 
  • Lagerqvist, Lars O (1997). Sveriges Regenter. Från forntid till nutid (em sueco). Estocolmo: Norstedts. 440 páginas. ISBN 91-1-963882-5 
  • «Heimskringla» (em nórdico antigo, dinamarquês, sueco, norueguês, e islandês e feroé). Heimskringla. Consultado em 22 de maio de 2014 

Ver tambémEditar