Abrir menu principal

Frei Leão de São Tomás (1574 - 1651[1]) foi Abade Geral do Mosteiro Beneditino de Tibães, tendo sido ele a dar início à construção da igreja, em 1626/1629, e que viria a terminar-se em 1661.[2] Foi autor de uma Benedictina Lusitana, que constitui um importante documento para a historiografia da Ordem Beneditina em Portugal.

Referências

  1. Porbase - acesso a 15 de Julho de 2007
  2. Sinopse Cronológica do Mosteiro de Tibães - acesso a 15 de Julho de 2007
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.