Abrir menu principal
Frigyes Karinthy
Nascimento 25 de junho de 1887
Budapeste
Morte 29 de agosto de 1938 (51 anos)
Siófok
Sepultamento Cemitério de Kerepesi
Cidadania Hungria
Cônjuge Etel Judik, Aranka Böhm
Filho(s) Gábor Karinthy, Ferenc Karinthy
Ocupação tradutor, poeta, dramaturgo, esperantista, jornalista, escritor de ficção científica, escritor
Empregador Nyugat, Pesti Napló
Religião luteranismo
Causa da morte acidente vascular cerebral

Frigyes Karinthy (Budapeste, 25 de junho de 1887Siófok, 29 de agosto de 1938) foi um escritor húngaro.

BiografiaEditar

Cultivou a sátira social e literária : Assim Escreveis (1912). Na obra Em Viagem à Volta do Meu Crânio (1937) descreveu de um modo humorístico um mundo dominado pelo cepticismo e o desespero.

É atribuída a Karinthy a primeira referência à Teoria dos seis graus de separação, que surge no texto com o nome original 'Cadeias', incluído na sua colecção de pequenas histórias 'Tudo é diferente' publicada em 1929. A personagem desta obra tenta, através de vários exemplos, mostrar que as pessoas estão ligadas por um pequeno número de ligações, o que veio a dar origem à célebre expressão 'seis graus de separação'[1].

Referências

  1. Barabasi, Albert-Laszlo. Linked: How Everything Is Connected to Everything Else and What It Means for Business, Science, and Everyday Life. Nova Iorque: Plume Books, 2003. ISBN 0452284392.