Gedrósia

Gedrósia (em grego: Γεδρωσία) é o antigo nome da área que corresponde hoje ao Baluchistão.[1]

Rota de Alexandre, o Grande através de Gedrósia
Mapa do trajecto de Alexandre, o Grande

Em 325 a.C., Alexandre, o Grande atravessou esta região no caminho de regresso a Babilónia, após a campanha no leste. Alguns historiadores dizem que ele perdeu três quartos de seu exército devido às duras condições do deserto ao longo do caminho.[2]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Gedrósia». Encyclopædia Britannica Online (em inglês). Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  2. The New Century Classical Handbook; Catherine Avery, redator; Appleton-Century-Crofts, New York, 1962, p. 492:
    "On his return journey from India (325 B.C.), Alexander elected to march through the trackless deserts of coastal Gedrosia... With little water and failing supplies,... heat and... shifting sands... the army suffered great losses in the wastelands of Gedrosia. Some say the force was reduced to one-quarter its size; others say Alexander lost more men in the desert of Gedrosia to heat, thirsty, and exhaustion, than he lost in all his campaigns."
    ("Em sua viagem de volta da Índia (325 a.C.), Alexandre decidiu marchar pelos desertos sem trilhas da costa de Gedrosia... Com pouca água e suprimentos escassos,... calor e... areias movediças... o exército sofreu grandes perdas nos terrenos baldios da Gedrosia. Alguns dizem que a força foi reduzido a um quarto de seu tamanho; outros dizem que Alexandre perdeu mais homens no deserto da Gedrosia por causa do calor, da sede e da exaustão do que em todas as suas campanhas.")