Gemini VII foi a quarta missão tripulada do Projeto Gemini realizada entre 4 de dezembro e 18 de dezembro de 1965, tendo como tripulação os astronautas Frank Borman e James Lovell. A missão tinha como objetivo principal estudar problemas sobre a longa permanência no espaço por seres humanos, sendo o mais longo voo até então, programado para durar quatorze dias. Entretanto, acabou sendo também usada também para o primeiro encontro em órbita entre duas espaçonaves norte-americanas, no caso, com a Gemini VI-A.

Gemini VII
Informações da missão
Operadora NASA
Foguete Titan II GLV 62-12562
Espaçonave Gemini SC7
Astronautas Frank Borman
Jim Lovell
Base de lançamento Complexo 19,
Estação da Força Aérea
de Cabo Kennedy
Lançamento 4 de dezembro de 1965
19h30min03s UTC
Cabo Kennedy, Flórida,
 Estados Unidos
Amerrissagem 18 de dezembro de 1965
14h05min04s UTC
Oceano Atlântico
Órbitas 206
Duração 13 dias, 18 horas,
15 minutos, 1 segundo
Altitude orbital 302 quilômetros
Inclinação orbital 28,87 graus
Distância percorrida 9,03 milhões de
quilômetros
Imagem da tripulação
Lovell e Borman
Lovell e Borman
Navegação
Gemini V
Gemini VI-A

Tripulação editar

Principal editar

Posição Astronauta
Piloto Comandante Frank F. Borman II
Piloto James A. Lovell Jr.

Reserva editar

Posição Astronauta
Piloto Comandante Edward H. White II
Piloto Michael Collins

Equipe de suporte editar

Objetivos da missão editar

 
A cápsula Gemini VII em exibição

A Gemini VII estava em princípio programada para voar após a Gemini VI. Porém, um problema no lançamento de um foguete Agena, que serviria de alvo para um encontro em órbita com a VI mas explodiu no ar depois de lançado, fez com que a missão da Gemini VI fosse cancelada. Mas o teste do encontro em órbita era considerado tão prioritário para a NASA, que resolveu-se mandar ao espaço a VII pouco antes da missão substituta da cancelada VI, a Gemini VI-A, de maneira que ele fosse realizado.

Além disso, a principal missão inicial da Gemini VII era realizar um voo de longa duração, para testar os efeitos da permanência em gravidade zero nos astronautas por quatorze dias, o que fez desta missão a mais longa do programa espacial norte-americano até ao início do programa Skylab, na década de 1970.

Localização da nave espacial editar

A espaçonave está em exibição no Steven F. Udvar-Hazy Center , Chantilly, Virginia.[1]

Referências

  1. «Gemini VII Capsule». National Air and Space Museum (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2020 

Ligações externas editar