Abrir menu principal
Geoffrey Keen
Nascimento 21 de agosto de 1916
Wallingford, Reino Unido
Morte 3 de novembro de 2005 (89 anos)
Londres, Reino Unido
Nacionalidade Reino Unido britânico
Principais trabalhos

Geoffrey Keen (Wallingford, 21 de agosto de 1916 - Londres, 3 de novembro de 2005) foi um ator inglês, atuante no cinema por mais de quarenta anos, geralmente em pequenos papéis coadjuvantes.

Kenn iniciou a carreira cinematográfica em 1946, depois de atuar quatorze anos nos palcos londrinos - ganhou a medalha de ouro da Royal Academy of Dramatic Art[1] - e trabalhou em filme de sucesso como O Terceiro Homem, Ilusões Perdidas, Doutor Jivago, Cromwell e Sacco e Vanzetti, entre outros. Seu tipo fisico geralmente foi mais usado no papel de representantes do establishment e de autoridade, como ministros, médicos oficiais militares e policiais de alta patente.

Apesar dos muitos papéis dramáticos em sua carreira, Green tornou-se mais conhecido internacionalmente, entretanto, no papel de Sir Frederick Gray, o ministro da Defesa da Grã-Bretanha em seis filmes da franquia cinematográfica de James Bond, entre The Spy Who Loved Me (1977) e The Living Daylights (1987), seu último filme.[2]

Ver tambémEditar

Referências

  Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.