George Shearing

Sir George Shearing, Kt, OBE (Londres, 13 de agosto de 1919 - 14 de fevereiro de 2011) foi um pianista britânico de jazz, considerado uma "lenda do jazz" e reconhecido pelo clássico "Lullaby of Birdland".[1]

George Shearing
Informação geral
Nascimento 13 de agosto de 1919 Battersea, Londres, Reino Unido
Gênero(s) Jazz
bebop
swing
Cool jazz
Instrumento(s) Piano
Período em atividade 1950s — atualmente
Gravadora(s) MGM Records
Capitol Records
Concord Records
Savoy Records

BiografiaEditar

Cego de nascença, George começou a tocar piano aos três anos de idade. Foi influenciado por jazzistas como Teddy Wilson e Fats Waller.

São perceptíveis as suas influências pelos grandes pianistas de boogie-woogie e de clássicos como Fats Waller, Earl Hines, Teddy Wilson, Erroll Garner, Art Tatum e Bud Powell.

Ao final dos anos 30, começou a tocar profissionalmente com a 'Ambrose Dance Band' e fez a sua primeira gravação em 1937, sob a supervisão do então jovem Leonard Feather.

Influenciado por este último, emigrou em 1947 para Nova Iorque.[2]

Uma vez ali, absorveu o bebop e substituiu Errol Garner no trio de Oscar Pettiford e liderou um quarteto juntamente com Buddy DeFranco.

Como líder de um quinteto (piano, guitarra, baixo, bateria e vibrafone) do qual participaram nomes como Cal Tjader, Margie Hyams, Denzil Best, Israel Crosby, Joe Pass e Gary Burton, Shearing gravou inúmeros discos de sucesso, entre eles "September In The Rain" e "Lullaby of Birdland".

Shearing contribuiu também como pioneiro dos pequenos combos de jazz afro-cubano nos anos 50. Desta forma, Cal Tjader se iniciou no jazz latino, o qual também contava com Mongo Santamaria, Willie Bobo e Armando Peraza entre seus músicos.

Como compositor, Shearing é conhecido principalmente pelos standards Lullaby of Birdland, Conception e Consternation.

Mais tarde, se apresentou nas formações em trio, duo ou solo, tocando com Montgomery Brothers, Marian McPartland, Brian Torff, Jim Hall, Hank Jones e Kenny Davern.

Também trabalhou com os cantores Nat King Cole, Peggy Lee, Ernestine Anderson, Carmen McRae, Mel Tormé e Joe Williams.

DiscografiaEditar

  • 1951 An Evening comGeorge Shearing Quintet
  • 1952 I Hear Music
  • 1955 The Shearing Spell
  • 1956 Black Satin
  • 1958 In the Night
  • 1960 The Swing's Mutual
  • 1961 Nat King Cole Sings/George Shearing Plays
  • 1962 Jazz Moments
  • 1962 Shearing Bossa Nova
  • 1974 My Ship
  • 1976 The Reunion
  • 1979 Blues Alley Jazz (live)
  • 1979 Concerto for Classic Guitar and Jazz Piano
  • 1980 On a Clear Day
  • 1982 George Shearing & Mel Tormé
  • 1986 More Grand Piano
  • 1980 On a Clear Day
  • 1992 Walkin': Live at Blue Note
  • 1994 Great Britain's Marian McPartland & George Shearing
  • 2001 Back to Birdland

Referências

  1. Folha: Pianista de jazz George Shearing morre aos 91 em Nova York
  2. «George Shearing - Biography». allaboutjazz. Consultado em 26 de maio de 2012. Arquivado do original em 9 de janeiro de 2009 
  Este artigo sobre um músico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.