Abrir menu principal
Gesaleico
Óleo sobre tela de Gesaleico. 1855, Museu do Prado
Rei visigótico
Reinado 507-511
Antecessor(a) Alarico II
Sucessor(a) Amalarico
 
Dinastia dos Baltos
Nascimento século V
Morte 513
  Rio Durença
Religião cristianismo

Gesaleico (em latim: Gesaleicus) ou Gesalico (em latim: Gesalicus) foi um rei visigótico de 507 a 511. Filho ilegítimo de Alarico II, foi eleito rei após a morte de seu pai na Batalha do Campo Vogladense (507) contra os francos de Clóvis (r. 481–511). Governou até 511, quando foi deposto por influência do rei ostrogótico Teodorico, o Grande (r. 474–526), que então assumiu a tutoria de Amalarico, filho legítimo de Alarico.

VidaEditar

Gesaleico era filho ilegítimo de Alarico II com uma mulher de nome incerto. Com a morte de seu pai em combate em 507, na Batalha do Campo Vogladense contra os francos do rei Clóvis (r. 481–511), foi eleito rei. No início do reinado, os burgúndios forçaram-o a fugir da Gália à Hispânia. Em 511, o general Iba, enviado pelo rei ostrogótico Teodorico, o Grande (r. 474–526), derrotou-o na Hispânia e ele fugiu à África. O rei vândalo Trasamundo (r. 496–523) lhe deu dinheiro, mas não homens, e enviou-o à Aquitânia, onde ficou escondido por um ano. Retornou à Hispânia, mas foi derrotado por Iba perto de Barcelona e fugiu à Gália, onde foi capturado perto do Durença e morto em 513.[1][2]

Referências

  1. Barbero 2005a, p. 174.
  2. Martindale 1980, p. 509-510.

BibliografiaEditar

  • Barbero, A.; Loring, M. I. (2005a). «The formation of the Sueve and Visigothic kingdoms in Spain». In: Fouracre, Paul. The New Cambridge Medieval History Volume I c. 500-c.700. Cambrígia: Cambridge University Press. ISBN 9780521362917 
  • Martindale, J. R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1980). «Gesalicus». The prosopography of the later Roman Empire - Volume 2. A. D. 395 - 527. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press