Glomérulo

Glomérulo
Gray1130.svg
Glomérulo.
Gray1129.png
Distribuição dos vasos sanguíneos no córtex do rim.
Latim glomerulus renis
Gray assunto #253 1221
Precursor Metanephric blastema
MeSH Kidney+Glomerulus

O glomérulo renal ou glomérulo de Malpighi é a unidade funcional dos rins, composta por um ramalhete de capilares circundados por uma membrana denominada cápsula de Bowman, através da qual se produz a filtração do sangue e eliminação dos resíduos metabólicos. Ao penetrar na cápsula de Bowman, a arteríola aferente divide-se em várias alças capilares, formando o glomérulo. Esses capilares voltam a se unir formando a arteríola eferente que sai da cápsula de Bowman pelo pólo vascular.[1]

Quando o sangue passa pelos capilares glomerulares, água e outras substâncias saem do sangue, passam através das células endoteliais e caem no espaço de Bowman, de onde seguem para os túbulos renais. Esse líquido produzido pelo glomérulo recebe o nome de filtrado glomerular e o processo pelo qual ele se formou chama-se filtração glomerular. Nos túbulos renais o filtrado glomerular é processado e transformado em urina.

A membrana basal glomerular é formada por três camadas: a lâmina rara interna, que aparece clara na microscopia eletrônica e situa-se próxima às células endoteliais; a lâmina densa, mais escura; e a lâmina rara externa, localizada próxima aos podócitos e de tonalidade mais clara.

Outros constituintes dos glomérulos são as células mesangiais, localizada entre as alças dos capilares. Produzem um material amorfo chamado matriz mesangial e são responsáveis pela sustentação do glomérulo. Além disso, possuem função contrátil, podendo retrair o tufo capilar em situações de isquemia renal.

Ver tambémEditar

BibliografiaEditar

  • Silverthorn, Dee Unglaub. Fisiologia Humana- Uma Abordagem Integrada. Editora Artmed. 5ª Edição- 2010. Porto Alegre. 992 p. ISBN: 978-08-536-3284-1.
  1. «Livro de Histo» (PDF). www.ufrgs.br. Consultado em 21 de outubro de 2019