Go no sen

Go no sen (em japonês: 後の先, pós-ataque) é um conceito das artes marciais do Japão, que consiste em tomar a iniciativa num embate após a manifestação do oponente. De outra forma, assim que o adversário promove seu movimento de ataque, o defendente passa a realizar sua técnica, que pode seguir em diversos fins, desde o mero bloqueio à resposta com aproveitamento da energia despendida pelo atacante.[1][2][3]

Go no sen
Informações gerais
Nome original Kanji: 後の先
Arte marcial Artes marciais do Japão
Local(is) de origem  Japão
Cronologia das artes marciaisLista de artes marciaisProjeto Artes Marciais

Não se trata, contudo, simplesmente contra-atacar. Go no sen é antes de tudo um estado mental, um nível de concentração no ambiente de combate e no adversário, os quais devem ser percebidos num estado de união consigo próprio. O mais correcto não é falar em reagir ao ataque mas harmonizar-se com o movimento de ataque.[4]

Além do aspecto marcial, go no sen pode ser visto sob matiz filosófico/moral, lado esse mais enfatizado quando se leva em conta o termo «dô» ( ?), significando que o budoca jamais deve tomar a iniciativa num eventual e inevitável confronto. Em caratê, vale-se pela máxima «no caratê, não existe primeiro ataque» (em japonês: 空手に先手なし: karate ni sente nashi).[5]

Referências

  1. Nakayama, Masatoshi (2010). O melhor do karate. kumite 1. 3 12 ed. São Paulo: Pensamento-Cultrix. p. 44 
  2. Lowry, Dave (março 1998). «Sen». taking the initiative. Black Belt (em inglês). p. 92 
  3. Saunders, Neil (2003). Aikido. the Tomiki way (em inglês). Bloomington: Trafford. p. 58 
  4. «Go no sen / sen no sen / sensen no sen» (PDF) (em inglês). Consultado em 13 de janeiro de 2014 
  5. Yokota, Kousaku (2010). Shotokan Myths (em inglês). Bloomington: Xlibris. p. 191 

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre artes marciais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.