Godspell

Godspell (um arcaica grafia da palavra gospel) é um musical escrito por Stephen Schwartz e John-Michael Tebelak. Estreou na Broadway em 17 de maio de 1971, e foi reapresentado por varias companhias diversas vezes desde então. Vários álbuns com a trilha sonora do musical já foram lançados ao longo dos anos e uma de suas músicas, "Day by Day", do álbum original, alcançou o número 13 na lista da revista Billboard no verão de 1972.

A estrutura do musical é a de uma série de parábolas, retiradas principalmente do Evangelho de Mateus. Estes são, entretanto, intercaladas com uma variedade de músicas modernas com origem principalmente nos antigos hinos cristãos, a Paixão de Cristo é tratado brevemente no final da performance. A ideia do musical vem de um projeto realizado por estudantes universitários da Carnegie Mellon University, que depois virou uma produção da Broadway que acabou sendo um sucesso de longa data. A ideia do musical foi também de servir como um contraponto ao musical Hair, pois sua proposta enfatiza o legado do cristianismo e principalmente da personagem de Jesus de Nazaré como o filho de Deus e salvador da humanidade.

O musical estreou um ano após o musical Jesus Cristo Superstar, que também é um musical com temas religiosos.

Em 2012, uma remontagem do musical estreou no Teatro Commune, em São Paulo. Com direção de Kléber diLázzare e produção de Janaína Lince e Evandro Martins Fontes. Inaugurando o estilo off-Broadway na cena de Teatro Musical paulistana, a montagem estrelou Anna Toledo, Aline Leite, Arthur Berges, Carlos Sanmartin, Davi Tápias, Igor Miranda, Janaína Lince, Louise Helene, Mariana Elisabetsky, Pier Marchi, Renata Versolato e Guilherme Lazzary. Na segunda temporada do musical, em novembro de 2013, as atrizes Luciana Milano e Kotoe Karasawa integraram o elenco em substituições.[1]

Em 2016, uma nova montagem oficial aconteceu em São Paulo, dessa vez pela Direção de Dagoberto Feliz e produção de Carlos Alberto Júnior. O Estado de São Paulo considerou Godspell como " O melhor Off-Broadway de 2016"em paralelo a montagem de Urinal, a mais premiada produção de 2015, que também nascera do estilo Off-Broadway. No elenco, grandes nomes como Leonardo Miggiorin, Beto Sargentelli, Gabi Medvedovski e um time de talentosos atores. O Musical retornou para uma pequena turnê em 2017 por algumas cidades do Estado de São Paulo. Dagoberto Feliz foi premiado pelo Arte Qualidade Brasil como o "Melhor Diretor de Musicais" em 2016.

O programa apresenta oito personagens não bíblicos, que cantam e interpretam as parábolas: Gilmer (bobo, um grande contador de histórias); Robin (uma moleca); Herb (pateta e divertida); Jeffrey (feliz e animado); Joanne (ansiosa e entusiasmada); Lamar (desajeitado e involuntariamente engraçado); Peggy (tímida e leal); e Sonia (dramática com alguma sensualidade).[2] o roteiro original, licenciado pelo Theatre Maximus, os personagens "Cristo" e "João" e "Judas" recebem os nomes dos artistas originais, Stephen e David.[3]

No roteiro revisado usado para o renascimento da Broadway em 2011, os nomes do elenco são novamente atribuídos aos papéis não bíblicos: Nick, Telly, George, Anna Maria, Lindsay, Uzo, Morgan e Celisse. Cada personagem também recebe algumas características. Um conjunto também pode ser adicionado à produção, se necessário.[4]

Todos os dez atores estão no palco durante toda a produção.[5]

Referências

  1. http://godspellomusical.com.br/
  2. «Godspell notes for performers» (PDF). Stephen Schwartz. Cópia arquivada (PDF) em 27 de fevereiro de 2012  Parâmetro desconhecido |url-status= ignorado (ajuda)
  3. Tebelak, John-Michael, and Stephen Schwartz. Godspell. Original edition, Theatre Maximus, 1972.
  4. «Godspell (2012)». MTI Shows 
  5. Waterman, Matthew. «'GODSPELL' modern touches added to IFT's 'Godspell'». Herald Times. Consultado em August 10, 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.