Abrir menu principal
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde maio de 2015).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Quentin Matsys. Pintura Casal Desigual, c. feita entre 1520-1525. National Gallery of Art, Washington D.C..

Golpe do baú é uma expressão usada para definir quando uma pessoa casa-se com outra, com o intuito de apoderar-se de sua herança. Nesta relação, normalmente o parceiro mais pobre é muito mais jovem que o outro, assim, quando o parceiro morrer[1], o primeiro herdará os seus bens. É comum que a tentativa pode acabar frustrada devido a uma farsa por parte do suposto rico[2]. Muitas religiões condenam o golpe do baú, por diversas razões. [3] [4]

Essa expressão é usada desde o séc. XVIII. Dar o "golpe do baú" significa casar por dinheiro, e provém, de quando antigamente, as pessoas guardavam seus bens (dinheiro, joias) em móveis como baús. Assim, quando chegasse a hora, já estariam com sua reserva garantida para um bom casamento. A legislação possui mecanismos que protegem a vítima do golpe[2].

Ver tambémEditar

Referências