Abrir menu principal

Grêmio Esportivo Fábrica da Estrela

Grêmio Esportivo Fábrica da Estrela é uma agremiação esportiva de Magé, no estado do Rio de Janeiro, fundada a 1 de maio de 1954.

Estrela de Magé
GE da Estrela.JPG
Nome Grêmio Esportivo Fábrica da Estrela
Fundação 1 de maio de 1954 (65 anos)
Presidente Ocimar Vieira da Costa
Competição Rio de Janeiro Campeonato Carioca
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

HistóriaEditar

 
GE Fábrica da Estrela

Fundado por operários nas instalações da antiga Fábrica de Pólvora Estrêla (hoje IMBEL - Indústria de Material Bélico do Brasil), no dia 1º de maio de 1954, o Grêmio Esportivo Fábrica da Estrêla é uma das agremiações mais tradicionais do esporte mageense.

Estabelecimento fabril que originou o clube, a Fábrica da Estrêla foi fundada por D. João VI em 1808, com o nome de Fábrica de Pólvora da Lagoa Rodrigo de Freitas, localizada no Jardim Botânico (Rio de Janeiro). Em 1824, a sede foi transferida para o bairro Raiz da Serra (Distrito de Vila Inhomirim), passando a se chamar Real Fábrica de Pólvora da Estrêla, mediante decreto do Imperador D. Pedro I. O nome era uma alusão à Serra da Estrela, barreira natural localizada entre os municípios de Magé e Petrópolis.

A partir de 1939, a indústria sofreu uma reestruturação. Com a denominação de Fábrica da Estrêla, a empresa funcionou como uma Organização Militar do Ministério do Exército até a criação da IMBEL em 1975. A IMBEL é ligada ao Ministério da Defesa por intermédio do Exército Brasileiro, produzindo e fornecendo armas portáteis, munições, explosivos e equipamentos de comunicações.

O Grêmio Esportivo Fábrica da Estrêla estreou no Campeonato Mageense de Futebol de 1955.

Em 1957, se classificou para a disputa do Campeonato Fluminense de Profissionais. Perdeu a decisão da 3ª Zona, a de clubes da Baixada Fluminense para o Nacional Foot-Ball Club, de Duque de Caxias.

No dia 17 de setembro de 1976, o clube mudou o nome para Grêmio Esportivo Estrela e se filiou a Liga Petropolitana de Desportos (LPD). No entanto, em 1978, o clube retornou a disputar o Campeonato Mageense.

Após essa experiência o clube passou a jogar as competições amadoras promovidas pela liga de sua cidade. Por vezes empresta o seu estádio para equipes profissionais disputarem seus jogos.

Em 2009, mudou a sua denominação para Grêmio Futebol Clube, se desligando da fábrica. Possui estádio próprio, localizado em Vila Inhomirim.

Em 2011, reassumiu a antiga denominação, passando a ser um clube-empresa, e voltou a disputar o Campeonato da Liga Mageense de Desportos, sendo eliminado na segunda fase.

Atualmente, está praticamente abandonado. O campo de futebol do clube é utilizado por peladeiros e para treinamento de alguns times locais.

Ver tambémEditar

FonteEditar

  • VIANA, Eduardo. Implantação do futebol Profissional no Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Editora Cátedra, s/d.