Abrir menu principal

Granma (embarcação)

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura jornal comunista cubano, veja Granma (jornal).

Granma (gíria para grandmother, avó, em inglês) era o nome do iate que levou Fidel Castro e mais 81 revolucionários em 2 de dezembro de 1956 para o desembarque nas praias de Cuba, a fim de levar adiante a Revolução Cubana.

Vindo do México, o iate teve como destino à costa sul da então província cubana de Oriente, conduzido pelo mexicano Antonio del Conde Pontones ou como é mais conhecido como El Cuate.

Com o comprimento de 18 metros era movido a diesel e foi construído em 1943 e foi projetado para acomodar 12 pessoas.

A embarcação possui importância histórica pois o desembarque de Fidel Castro e de seus companheiros marcou o nascimento do Exército Rebelde, que foi o protagonista decisivo da guerra que se seguiu com a chegada de Fidel Castro ao poder.

Ver tambémEditar

  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.