Grupo dos Amigos de Olivença

O Grupo dos Amigos de Olivença-Sociedade patriótica (GAO) é uma organização nacionalista e irredentista portuguesa, sediada em Lisboa.[1] Foi criada durante o Estado Novo e promove acções para reivindicar a soberania portuguesa sobre as vilas de Olivença e Talega.[1]

Localização do município de Olivença na Península Ibérica

HistóriaEditar

Foi fundada em Lisboa a 15 de Agosto de 1938, com o nome de Sociedade Pró-Olivença, por iniciativa de Ventura Ledesma Abrantes, livreiro; de Amadeu Rodrigues Pires e de Francisco Sousa Lamy, estes dous últimos comerciantes.[2] A associação foi bem recebida pelas autoridades salazaristas e em 1944 adoptou o nome atcual.[2] Teve como sócios fundadores personagens importantes da época como o general Humberto Delgado.[2]

Depois da Revolução de 25 de Abril, o grupo entrou em crise, perdera o apoio que tinha recebido até então do Estado português.

O Comité Olivença Portuguesa está integrado no GAO, com sede em Estremoz.[3]

Ligações externasEditar

Referências

  1. a b Group, Global Media (8 de maio de 2012). «Cimeira Ibérica, Olivença - Amigos de Olivença exigem resolução de "litígio fronteiriço"». DN 
  2. a b c «ABRANTES, Ventura Ledesma - Ayuntamiento de Olivenza». Ayuntamiento de Olivenza (em espanhol). 15 de maio de 2013 
  3. ««Lo de la CIA y Olivenza es mentira»». Hoy.es (em espanhol)