Abrir menu principal

Guerras da Nova Zelândia

Guerras da Nova Zelândia ou Guerras Neozelandesas foram uma série de conflitos armados que ocorreram na Nova Zelândia de 1845 a 1872 entre o governo colonial europeu e os nativos maoris. Até os anos 1960, os europeus se referiam a elas como as Guerras Maori[1] e o historiador James Belich foi um dos primeiros a se referir aos conflitos como as "guerras da Nova Zelândia" em seu livro 1987, The New Zealand wars and the Victorian interpretation of racial conflict.[2]

Embora as guerras tenham sido inicialmente conflitos localizados desencadeados por tensões sobre terras, eles escalaram dramaticamente a partir de 1860, quando o governo neozelandês ficou convencido de que estava enfrentando uma resistência unificada dos maori. O governo colonial convocou milhares de tropas britânicas para montar grandes campanhas para dominar o os nativos e adquirir terras agrícolas e residenciais para colonos britânicos.[3][4]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Story: New Zealand wars» 
  2. «The end of the war» 
  3. King, Michael (1977). Te Puea: A Biography. Auckland: Hodder and Stoughton. p. 26. ISBN 0-340-22482-7 
  4. Dalton, B.J. (1967). War and Politics in New Zealand 1855–1870. Sydney: Sydney University Press. p. 179 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre a Nova Zelândia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.