Helena Marques

Helena Marques (Carcavelos, 17 de maio de 193519 de outubro de 2020) foi uma jornalista e escritora portuguesa.

Helena Marques
Nome completo Helena Maria Pereira Gonçalves Marques
Nascimento 17 de maio de 1935
Carcavelos
Morte 19 de outubro de 2020 (85 anos)
Nacionalidade Portuguesa
Ocupação Jornalista e escritora
Principais trabalhos O último cais (1992)
Prémios Grande Prémio de Romance e Novela APE/IPLB (1992)

Prémio «Ler» do Círculo de Leitores (1992)
Prémio Máxima de Literatura (1993)
Prémio Procópio de Literatura
Prémio Bordalo de Literatura da Casa da Imprensa (1993)
Prémio Gazeta de Mérito (2013)

Helena morreu em 19 de outubro de 2020, aos 85 anos de idade.[1]

BiografiaEditar

De antecedentes madeirenses, Helena Marques nasceu em Carcavelos, em 1935. Exerceu jornalismo durante 36 anos, iniciando a sua carreira no Diário de Notícias do Funchal e terminou-a no Diário de Notícias de Lisboa, onde foi directora-adjunta de 1986 a 1992. Entretanto, foi redatora de outros diários, nomeadamente A Capital, República e A Luta.[2]

A 28 de junho de 2001, foi agraciada com o grau de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.[3]

ObrasEditar

  • O último cais (1992)
  • A Deusa Sentada (1994)
  • Terceiras Pessoas (1998)
  • Os Íbis Vermelhos da Guiana (2002)
  • Ilhas Contadas (2007)
  • O Bazar Alemão (2010)

Referências

  1. «Morreu Helena Marques, escritora e ex-diretora adjunta do DN» (em inglês). Diário de Notícias. 20 de outubro de 2020. Consultado em 20 de outubro de 2020 
  2. http://www.clubedejornalistas.pt/wp-content/uploads/2014/11/gazetas2013.pdf
  3. «Entidades Nacionais Agraciadas com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Helena Maria Pereira Gonçalves Marques". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 20 de outubro de 2020