Abrir menu principal

Henri Nicolas Vinet

Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde setembro de 2019). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Henri Nicolas Vinet
Nascimento 9 de setembro de 1817
Paris
Morte 15 de março de 1876 (58 anos)
Niterói
Cidadania França
Ocupação pintor, educador de arte, desenhista, professor

Henri Nicolas Vinet (Paris, 9 de setembro de 1817Niterói, 15 de março de 1876)[1] foi um pintor, desenhista e professor francês que se transferiu para o Brasil em 1856 e onde permaneceu pelo resto de sua existência.

BiografiaEditar

 
Paisagem com figuras e palhoça, Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo

Estudou na École des Beaux-Arts de Paris. Foi amigo e discípulo de Corot,[2] tendo participado da escola de Barbizon, grupo formado por famosos paisagistas que iniciaram, na França, o hábito da pintura ao ar livre.

Entre 1841 e 1867 participou das exposições do Salão de Paris. Na sua última participação, a obra apresentada havia sido pintada no Brasil.

No BrasilEditar

Não se sabe as razões de sua transferência para os trópicos e porque escolheu a cidade do Rio de Janeiro para residência. Mas recém chegado, já com 39 anos, abriu ateliê na rua da Quitanda nº 27, onde ministrava aulas de desenho e pintura. Era seu companheiro no ensino e no manejo dos pinceis o alemão Emil Bauch, parceria esta que durou até 1872.

Participou seguidamente nas exposições gerais organizadas pela Academia Imperial.

Em 1872 mudou-se para Niterói, cidade onde veio a falecer.


BibliografiaEditar

  • BRAGA, Teodoro. Artistas pintores no Brasil. São Paulo: São Paulo Edit., 1942.
  • MELLO JR. Donato et allii. 150 anos de pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Colorama, 1989.
  • LEVY, Carlos Roberto Maciel. Exposições gerais da Academia Imperial e da Escola Nacional de Belas Artes. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1990.
  • BERGER, Paulo et allii. Pinturas e pintores do Rio antigo. Rio de Janeiro: Kosmos, 1990.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.

Referências

  1. Conforme informação do Jornal do Comércio de 17 de março do mesmo ano.
  2. Laudelino Freire, "Um século de pintura", 1916, pag. 91

Ligações externasEditar