Abrir menu principal

Herão de Bizâncio[Nota 1] foi um autor bizantino anônimo, que compôs, por volta do ano 950, um tratado de poliorcética, Parangelmata Poliorcética (Instruções para a Guerra de Cerco).[1][2]

Suas fontes foram autores gregos antigos, Ateneu Mecânico, Bitão, Herão de Alexandria, Filão de Bizâncio e Apolodoro de Damasco.[1] O nome Herão de Bizâncio passou a ser atribuído a este autor por causa de Herão de Alexandria, que é citado em sua obra.[1][2]

O autor manteve o trabalho original de Apolodoro de Damasco, mas adicionou explicações extras, e refez as ilustrações e desenhos originais, representando em perspectiva tri-dimensional.[1]

O texto foi escrito como um manual de instruções para o não-especialista, com o autor re-interpretando suas fontes e acrescentando informações e explicações. O texto descreve o aríete, a maior máquina de assalto da Antiguidade, usada para quebrar portas e muralhas.[2]

Notas e referências

Notas

  1. Seu nome algumas vezes é grafado como Hero ou Heron.

Referências

  1. a b c d James Grout (Aelius Stilo), editor do site Encyclopaedia Romana, Apollodorus of Damascus [em linha]
  2. a b c Fiona M. Neale, University of Glasgow, Poliorcetici Graeci, Agosto de 2008 [em linha]