Abrir menu principal

Abrantes e o seu castelo foram conquistados por D. Afonso Henriques, em 1148, aos mouros. Recebeu foral em 1179, em recompensa da resistência oferecida aos sitiantes marroquinos de Abem Jacob, os quais tiveram de retirar com pesadas baixas. Em 1510 o foral de Abrantes foi reformado por D. Manuel I.

Em 1807, foi tomada pelo general francês Junot no decorrer das Invasões Francesas. Junot recebeu o título de Duque de Abrantes.

Abrantes foi elevada à categoria de cidade em 1916, pela lei nº 601, de 14 de Junho. Hoje engloba oficialmente quatro freguesias: Rossio ao Sul do Tejo, São João, São Vicente e Alferrarede.

Pensa-se que a cidade terá origem celta. O nome Abrantes virá do latim Aurantes (ao que parece na região haveria muito ouro).