Abrir menu principal

Hotel Infante Sagres


Hotel Infante Sagres
Hotel Infante Sagres: fachada principal.
Construção 1945
Promotor / construtor Rogério de Azevedo
Aberto ao público Sim
Estilos arquitetónicos transição para o modernismo
Património Nacional
Classificação Logotipo Anta Vilarinho PT.png Homologação do património
SIPA 23944
Estado de conservação Bom
Geografia
País Portugal Portugal

O Hotel Infante Sagres está acomodado num edifício histórico datado dos anos 50, mandado construir pelo comendador Delfim Ferreira com projeto da do arquiteto Rogério de Azevedo,[1] podendo ser considerado um exemplo da fase de transição para o modernismo no Porto.[2]

DescriçãoEditar

O Hotel Infante Sagres é considerado ser dos mais belos e conceituados hotéis da cidade do Porto.[carece de fontes?][parcial?]

Este hotel boutique encontra-se na lista Small Luxury Hotels of the World, uma selecção certificada dos mais requintados e luxuosos hotéis no Mundo.[3]

O Infante Sagres é apreciado pelo seu design de interiores sofisticado, pelo ambiente intimista e sobretudo pela sua excelente localização no coração do Porto.[carece de fontes?][parcial?]

O Hotel fica mesmo no coração da cidade do Porto, perto da Avenida dos Aliados, da Câmara Municipal, da área comercial e de lazer nocturno, da zona da Ribeira, Património Mundial da UNESCO, de monumentos como a Torre dos Clérigos, a ou a Ponte D. Luís e, portanto, muito perto do Rio Douro.

Este hotel contribui em muito para o reconhecimento da hotelaria Portuguesa visto já ter hospedado várias personalidades reconhecidas internacionalmente como o Dalai Lama, os Reis da Noruega, a Rainha Beatriz da Holanda,[4] Bob Dylan, Catherine Deneuve, o Príncipe Eduardo de Inglaterra, John Malkovich e mais recentemente, em 2010, os U2.[5]

A tradição gastronómica portuguesa é a eleita para o restaurante do hotel designado Boca do Lobo,[6] nome que homenageia a marca de mobiliário responsável pela decoração do hotel.

O hotel acompanha as tendências mundiais albergando igualmente um spa que tem como influências o Oriente.

HistóriaEditar

O hotel foi inaugurado em 1951 o Infante Sagres foi o primeiro hotel de luxo da cidade do Porto.

Em 2016, foi adquirido pela empresa The Fladgate Partnership. The Fladgate Partnership é proprietário das casas de vinho do Porto Taylor's, Fonseca, Croft e Krohn e dos hoteis o The Yeatman e o The Vintage House.[7]

Requalificação e ampliação em 2018Editar

Entre novembro de 2017 e abril de 2018, o hotel vai estar encerrado para obras. Após os trabalhos vai ter uma piscina no terraço, mais 15 quartos e um Vogue Café. Vão ser investidos 7,5 milhões de euros e a autoria do projeto será do arquiteto portuense António Teixeira Lopes, de 85 anos, discípulo do mestre Rogério Azevedo, autor do projeto original.

Quando reabrir, o Infante de Sagres terá 21 suítes e 64 quartos.

Em termos de classificação, o hotel troca as suas cinco estrelas pela insígnia Tradition & Luxury Hotel.[8]

Referências

  1. «Rogério dos Santos Azevedo». Universidade do Porto. Consultado em 23 de dezembro de 2010 
  2. «Hotel Infante de Sagres (N.º IPA PT011312120386)». IHRU. Consultado em 23 de dezembro de 2010 
  3. David J.J. Evans, Portugal, Wimbledon, Cadoguan Guides, 2004
  4. Queirós, Luís Miguel; Nadais, Inês (13 de janeiro de 2001). «O primeiro dia de 2001». www.publico.clix.pt. [[Público (jornal)|]] [ligação inativa]
  5. «U2 ficaram instalados no hotel Infante de Sagres». Portal Net Madeira (www.netmadeira.com). ZON TV Cabo Madeirense, S.A. 4 de outubro de 2010. Consultado em 23 de dezembro de 2010 
  6. «O Meu Menu: Restaurante Boca do Lobo e Vinho em Qualquer Circunstância». www.oje.pt. Oje - o Jornal Económico. 11 de maio de 2010. Consultado em 23 de dezembro de 2010. Arquivado do original em 14 de maio de 2010 
  7. «Grupo vinícola adquire histórico hotel Infante Sagres» 
  8. «O Infante de Sagres vai renascer maior e mais luxuoso» 

Ligações externasEditar