Abrir menu principal

Hygino Caetano Corsetti

Hygino Caetano Corsetti
Nascimento 1919
Caxias do Sul
Morte 25 de abril de 2004 (85 anos)
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Ocupação político

Hygino Caetano Corsetti (Caxias do Sul, 191925 de abril de 2004) foi um político brasileiro.

Foi ministro das Comunicações no governo Emílio Garrastazu Médici, de 30 de outubro de 1969 a 15 de março de 1974. Era oficial do exército e engenheiro militar, tendo feito carreira nas comunicações, cujo desenvolviemnto, levou a separá-la como uma nova arma. Graças à sólida formação técnica, no Brasil e no exterior, foi o primeiro comandante do curso de comunicações da AMAN(Resende,RJ) em 1960 e também da Escola de Comunicações(RJ-RJ) do Exército Brasileiro, que hoje leva seu nome.

Como ministro teve a seu cargo o implemento das redes de telecomunicações que integraram o Brasil, primeiro em microondas e depois via satélite. Um esforço estatal significativo que demandara a criação de uma nova empresa: a Embratel em 1965. Criou-se uma realidade toda nova, vista hoje das transações bancárias à ligação DDD, passando pelas redes nacionais de rádio e TV. Um dos grandes eventos das telecomunicações na sua gestão foi o início das transmissões em cores em fevereiro de 1972, com a transmissão da Festa da Uva daquele ano com a presença do presidente da República.

Morreu em 25 de abril de 2004, aos 85 anos.[1]

Referências

Ver tambémEditar


Precedido por
Carlos Furtado de Simas
Ministro das Comunicações do Brasil
1969 — 1974
Sucedido por
Euclides Quandt de Oliveira


  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.