Abrir menu principal
Pistola IMBEL GC
MD2A2-IPSC.jpg
Pistola IMBEL .40 GC MD2A2 - Modelo comemorativa XX Campeonato de IPSC - 2007
Tipo Pistola semi-automática
Local de origem  Brasil
História operacional
Em serviço 1980
Histórico de produção
Criador IMBEL
Data de criação 1980
Fabricante IMBEL - Fabrica de Itajubá
Período de
produção
1980 - presente
Quantidade
produzida
Desconhecida
Variantes .40 GC, 9 GC, 380 GC
Especificações
Peso 1060 g
Comprimento 219 mm
Comprimento 
do cano
in (127 mm)
Cartucho .45 ACP
Calibre .45
Ação semi-automático, Recuo curto com culatra fechada
Cadência de tiro 60 tiros/min
Velocidade de saída 244 m/s
Sistema de suprimento Carregador de 14 tiros,
Mira Simples, alça e massa de mira

Pistola IMBEL serie GC (Grande Capacidade) e uma das linhas de pistolas semi-automática derivada de projeto de Colt, fabricada pela empresa brasileira IMBEL. [1]

Projeto estritamente relacionado com atletas de Tiro, inicialmente concebida para atender necessidades de prática de esporte Tiro prático em que os atletas procuram uma arma de maior capacidade de munições.

Mantendo as excepcionais qualidades do Projeto Colt 1911, desenvolveu um modelo próprio em aço forjado usando armações para carregadores bifilares.

Variantes e ModelosEditar

Os modelos MD1 mais leves e com sistema de segurança interna do percussor são eficientes em defesa e uso policial. Os modelos MD2, MD2A2 e MD3A2, com cano pesado e sem o sistema de segurança interna do percussor, são modelos desenvolvidos para o Tiro Prático (IPSC), os dois primeiros para a divisão Standard e o último para a divisão Modified.

  • Pistolas .380 GC - IMBEL, Calibre .380 ACP

Modelo comemorativo ou especiaisEditar

Modelo comemorativo: IMBEL tem lançado diversos modelos comemorativas de provas de IPSC, geralmente já preparos e ajustados em fabrica para provas de IPSC, nos modelos MD2A2 em calibre .40S&W. Estes modelos são muitos cobiçados pelos atiradores ou colecionadoras.

Desenvolvimento posterioresEditar

Para atender novas tendências e exigências do mercado, especialmente de defesa ou uso policial, IMBEL desenvolveu modelos com Sistema ADC (Armador e Desarmador do Cão), dispositivo com pretensão de aumento de segurança por travar e destravar a arma sem necessidade de acionar o gatilho em momento algum, mesmo que parcialmente.

E vários novos modelos MD6 com armações em polímero, ou cano mais curto, visando reduzir o peso e dimensão da pistola, melhorando assim a portabilidade, especialmente em situações de uso dissimulado.

Em LAAD 2011 a IMBEL comunicou oficialmente que seu novo foco é o mercado interno, tendo reestruturado seu sistema de produção de maneira que apenas um terço de sua linha de produção passa a se ocupar do atendimento a exportações para empresas como a Springfield Armoury. Com isso, busca atender às demandas de maior qualidade e disponibilidade do mercado nacional, nas vertentes militar, policial, de defesa e esportiva.

A Pistola 9 TC MD1 foi escolhida pelo Exército Brasileiro como sua nova pistola padrão, substituindo ao longo do tempo as muito utilizadas Taurus/Beretta modelo 92 e IMBEL M973.[5]

Ver tambémEditar

Referências

  1. [1] Pagina Oficial - IMBEL
  2. [2] Pistolas .45 GC
  3. [3] Pistolas 9 GC
  4. [4] Pistolas .40 GC
  5. [5] COBERTURA ESPECIAL - LAAD 2011 - IMBEL 2011: PISTOLAS