Abrir menu principal
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura por outros resultados, veja Iberê.
Iberê Cavalcanti
Nascimento 26 de março de 1935 (84 anos)
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Ocupação diretor de cinema

Iberê Cahiuby Vianna Cavalcanti (Rio de Janeiro, 26 de março de 1935) é um cineasta brasileiro.

BiografiaEditar

De 1955 a 1958 fez curso de interpretação na Fundação Brasileira de Teatro, onde foi aluno de Adolfo Celi, Dulcina de Morais e Maria Clara Machado.

Na Europa entre 1959 e 1962, trabalhou na RTF de Paris e na BBC de Londres. Na América Latina no início dos anos 1960, trabalhou com documentários e curtas-metragens.

Voltou ao Rio de Janeiro em 1967. Em parceira com Sérgio Muniz, filmou o curta O Que Minas Faz e criou a produtora Ser-Cine. Foi produtor em filmes como El Justicero, de Nelson Pereira dos Santos (1967), Amor e traição de Pedro Camargo, Boi de Prata de Carlos Augusto Ribeiro Jr (1973). Ligado à Jornada de Cinema da Bahia, foi um dos fundadores e primeiros dirigentes da Associação Brasileira de Documentaristas.

Seu longa de estreia A Virgem Prometida é uma alegoria em forma de comédia dramática. Um Sonho de Vampiro é uma comédia de terror. A Força de Xangô é um registro ficcionalizado de rituais afro-brasileiros. Seu mais recente filme, Terra de Deus, é uma adaptação do conto A Enxada, do escritor goiano Bernardo Élis.

Filmografia como diretorEditar

  • 2000: Terra de Deus (longa)Prêmio: Melhor Filme em: 17ºFestival de Cinema de Natal(RN)Brasil; 1º Festival de Cinema de Maringá (PR) Brasil
  • 1984: Corpo a Corpo, Todos os Sonhos do Mundo (longa)Prêmio: Melhor Filme em Festiva de Cinema do Rio de Janeiro, 1984
  • 1977: O Dia Marcado (longa)
  • 1977: A Força de Xangó (longa)Prêmio de Melhor Filme etnográfico no Festival Internacional do Panamá, 1977
  • 1969: Um Sonho de Vampiro (longa) Representante do Brasil no Festival do Filme de Terror de Sitges, Espanha, 1970
  • 1968: A Virgem Prometida (longa)Representante do Brasil no Festival de Mar del Plata, Argentina, 1968
  • 1968: O Que Minas Faz (curta, produção alemã)
  • 1965: Plakat (média-metragem, produção alemã)
  • 1965: Samba (média, produção alemã)
  • 1966: Los Safiros und die Leipziger (média, produção alemã)
  • 1964: La Fuga (curta, produção cubana)
  • 1963: Pueblo por pueblo (curta, produção cubana)
  • 1964: Freedom (média, produção cubana) Prêmio "Joris Yvens" no Festival de Cinema de Leipzig, 1965