Abrir menu principal
Ignacio Ramírez
Nascimento 22 de junho de 1818
San Miguel de Allende
Morte 15 de junho de 1879 (60 anos)
Cidade do México
Cidadania México
Ocupação político, poeta, jornalista, advogado, escritor, juiz
Empregador Benito Juárez

Juan Ignacio Paulino Ramírez Calzada,[1] conhecido como Ignacio Ramírez, (22 de junho de 1818 - 15 de junho de 1879) foi um escritor, poeta, jornalista, advogado, ateu e libertário político de San Miguel de Allende, no México.[2] Seu pai tinha sido um proeminente político federalista.[3] No ato de escrever, Ramírez usou o pseudônimo El Nigromante (O Necromante). Ele defendia os direitos dos índios e trabalhou com Guillermo Prieto para iniciar o periódico satírico chamado Don Simplicio. Ramírez é considerado um membro da "geração romântica" dos liberais mexicanos, coincidindo com a Reforma Liberal; outros foram Ponciano Arriaga, Miguel Lerdo de Tejada, Melchor Ocampo e Guillermo Prieto.[4]

Referências

  1. Arellano, Emilio. Ignacio Ramírez, El Nigromante, Memorias prohibidas. México D. F. Editorial Planeta, 2009. (205 pages)
  2. María Elena Victoria Jardón, "Ignacio Ramírez" in Encyclopedia of Mexico, Chicago: Fitzroy Dearborn 1997, p.1231.
  3. Jardón, "Ignacio Ramírez", p. 1231.
  4. Charles A. Hale, The Transformation of Liberalism in Late Nineteenth-Century Mexico. Princeton: Princeton University Press 1989, p. 7.
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.