Abrir menu principal

Igreja Evangélica Nacional Presbiteriana da Guatemala

A Igreja Evangélica Nacional Presbiteriana da Guatemala (em espanhol : Iglesia Evangélica Nacional Presbiteriana de Guatemala) é a maior denominação reformada na Guatemala. A igreja foi formada por missionários da Igreja Presbiteriana nos Estados Unidos da América e hoje atua com diversas obras sócias no país.[1][2]

Igreja Evangélica Nacional Presbiteriana da Guatemala
Classificação Protestante
Orientação Calvinista
Política Presbiteriana
Associações Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas e Aliança de Igrejas Presbiterianas e Reformadas da América Latina
Área geográfica Guatemala
Origem 1882 (137 anos)
Ramo de(o/a) Igreja Presbiteriana nos Estados Unidos da América
Separações Sínodo Evangélico Presbiteriano Sudoeste da Guatemala
Congregações 155
Membros 25.000

Índice

HistóriaEditar

Em 1882 chegaram a Guatemala os primeiros missionários presbiterianos, enviados pela Igreja Presbiteriana nos Estados Unidos da América. O período em que a igreja foi iniciada é de grande relevância pois reflete o momento de tensão entre o Liberalismo Teológico e o Fundamentalismo. [1][3]

A igreja investiu em obras educacionais e assistência social, de forma que atingiu grande de número de membros entre a classe média do país. Em 1950 foi formado o primeiro sínodo, que tornou-se independente em 1962. Com o crescimento das década seguintes, a igreja atingiu a população indígena, sendo necessária a formação de presbitérios específicos para indígenas.[4][5]

No ano de 1993 um conflito interno na igreja provocou a saída de parte dos membros que formaram o Sínodo Evangélico Presbiteriano Sudoeste da Guatemala.[6] Atualmente a igreja tem uma participação indígena majoritária, e possui cerca de 25.000 membros.[4]

DoutrinaEditar

A igreja subscreve o Credo dos Apóstolos e a Confissão de Fé de Westminster. Além disso a igreja admite plenamente a ordenação Feminina.[4]

Relações Inter-eclesiásticasEditar

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar